1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes


Númerologia do mês de abril: Previsões - a energia do número 8, época de colher o que plantamos

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Previsões a energia do número 8, época de colher o que plantamos

 

Por Norma Estrella*

 

Depois do Sete... O Oito.

 

E o que nos reserva o mês de abril? Abril de 2020. Abril é mês quatro de energia oito. 4 (abril) + 4 (2020) = 8. Oito está ligado à lei de causa e efeito, de ação e reação; representa a espiral cósmica de Hermes Trimegistus e lembra sua mais importante citação: “O que está em baixo é como o que está em cima e o que está em cima é como o que está em baixo, para realizar os milagres de uma única coisa. E assim como todas as coisas vieram do Um, assim todas as coisas são únicas, por adaptação.”

 

Sendo assim, o oito está ligado às recompensas, à colheita e ao plantio, à citação bíblica "A Semeadura é livre, mas a colheita obrigatória" - (Bíblia - Gal. 6:7).

E, ao contrário do que algumas pessoas pensam, o carma (a recompensa) não é irreversível. Deus, em sua bondade infinita, permite-nos amenizar os efeitos que desencadeamos no Universo através da lei de compensação. Sempre nos é dada mais uma oportunidade, uma chance de compensar com bons atos alguns atos não tão bons que tenhamos praticado. Por isso que Gandhi palestrou com precisão, que um homem que ama neutraliza milhões que odeiam e Jesus nos ensinou que o amor move montanhas. Não se reportava a um acidente geológico, mas a montanhas de “pecados”, os carmas que geramos. Mas devemos lembrar sempre que caridade interesseira é nula.

 

O homem, na medida em que conhece a dinâmica do universo, melhor compreende a vida e, embora falível, pensa mil vezes antes de praticar atos que prejudiquem a si, ao próximo, à sociedade, à natureza, pois sabe que dispara efeito no universo que irá alcançá-lo, cedo ou tarde. Portanto, o mal que faz aos outros a si mesmo se faz. Por isso, luta para ser uma pessoa melhor, compreende que a vingança tem efeito bumerangue e lhe atrasa a evolução, aprende a se resignar e não reclamar das dificuldades, sabe que não existe injustiça e que podemos plantar nosso futuro, semeando agora.

 

Segundo Pitágoras, filósofo grego (572 a.C – 496 a.C), que apoiava seus estudos nos números, e “pai” da Numerologia Pitagórica, “a evolução é a lei da vida; o número é a lei do universo; a Unidade é a lei de Deus”. Acreditava que tudo no universo está sujeito a ciclos progressivos prognosticáveis que vão do 1 ao 9.

Dissemos anteriormente que março foi um mês de energia numérica sete. Então – se tudo acontece em ciclos progressivos – abril possui uma vibração numérica oito.

No sete foi necessário recolhimento, buscar a espiritualidade, a mão de Deus, olhar cada um para dentro de si mesmo e refletir, medir seus atos, pensamentos, maneiras de agir e pensar. O mês sete nos pediu solidariedade, amor ao próximo, respeito à hierarquia familiar, cuidado com os idosos, reconhecimento, agradecimento a cada irmão. Precisamos estar irmanados numa mesma energia, numa mesma frequência vibratória de amor e acolhimento, de compreensão e aceitação, de Luz. Onde há Luz não há lugar para o medo nem para as trevas. E nada tem mais poder que a oração, seja de que credo for. A oração nos liberta do medo e nos dá esperanças.

No oito receberemos a colheita do nosso plantio. 

 

Oito é resultado de 1+7. Em março falamos sobre o Arcano 7 do Tarô, o Carro – o Arcano do Herói; 1 é o Arcano do Mago, daquele que possui todos os elementos à sua disposição para iniciar e criar o que deseja. Um também representa o início da vida, a energia pura, yang, em estado de movimento perpétuo. “Antes de qualquer outra coisa existir, Deus já existia. Ele é eterno, sem começo nem fim. Foi Ele que criou tudo que existe no princípio, através de Sua Palavra (Gênesis 1:3). Deus falou e tudo se formou! A Palavra de Deus é Seu poder ativo sobre o mundo.” Como diz a canção: “Segura na mão de Deus (1) e vai” (7 – o Carro).

1+7 =8. Vivenciando da melhor maneira o sete, colheremos um bom oito.

 

Podemos lembrar ainda que 2+6 também é igual a 8. Dois representa a dualidade, o princípio feminino da receptividade, da pacificação, pois a unidade só pode ser alcançada através do encontro das mentes, um compromisso em cada lado. Solidariedade e aceitação. Dois “procura um equilíbrio entre forças que se opõem e, por esse motivo, representa a cooperação, a ligação e a parceria”. 

 

Sejamos pacientes e confiantes. Deus está no comando. 

                                                             Na Luz do Raio Azul,

 

                                                                          Sobre Norma Estrella

Numeróloga, autora do livro “Numerologia sem Mistérios”, taróloga e grande pesquisadora da cultura cigana. *normaestrella7@gmail.com

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias



Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário