1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes


Câncer, o Romântico: O perfil astral do seu signo

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Por Prof. Nathanael

 

Câncer - Romantismo e Criatividade

 

 

22 de junho a 22 de julho

 

ATIVIDADE: Na astrologia tradicional, Câncer é um signo cardinal, feminino e centrípeto. É o primeiro signo do inverno, que inicia a estação dos amores. Como signo cardinal, expressa o impulso, a potência, o despertar da energia. Ao ser centrípeto, se caracteriza pela projeção voltada para si mesmo. A atividade do canceriano está marcada por impulsos, ao estilo de Áries; que ele tentará tornar duradouros, prolongando a energia inicial. Não é um signo de duração, de extensão como Touro; mas um signo de gestação, de fecundação que libera; que procura prender-se ao primeiro impulso, assumindo até a última das suas conseqüências. A representação de Câncer dá uma idéia exata da natureza de sua atividade: é um caranguejo cujas pinças não soltam as presas. O impulso inicial o induz a agarrar-se; logo, imóvel, bloqueia suas pinças numa contração do movimento inicial; é um ser tenaz. Trata-se de um signo receptivo, que submetido a suas impressões e a sua afetividade, pode entediar-se, já que nem sempre é bastante ativo. Se o tédio apodera-se dele, nem sempre reagirá com vigor, se deixará levar pelos sentimentos e afundará na melancolia até que alguma coisa o tire da sua tristeza.

 

 O HOMEM: Existem dois tipos. O primeiro, corresponde mais ou menos aos valores descritos anteriormente. Viverá o amor como um sentimento de união que culminará na criação de uma família. Será paternal, protetor, estável, fiel e terá

 

um grande espírito de sacrifício. O segundo conhecerá amores instáveis, sonhadores, idealizados. O amor o brinda com a possibilidade de exteriorizar seu humor mutante, caprichoso, complexo maternal, procurará compensar sua necessidade de domínio com diversas relações amorosas. Como ao mesmo tempo necessita proteção, exclusividade, sempre estará insatisfeito, ainda mais porque, ao ser instável, não poderá saciar sua sede de paternidade. Se viveu a separação de seus pais, também com seus amores poderá provocar dramas em qualquer momento; é uma maneira de reviver o conflito primordial.

 

A MULHER: Do mesmo modo que o homem, a mulher canceriana pode também corresponder a dois tipos. Uma será feliz, buscando o equilíbrio unindo-se tanto a um amante, como ao pai de um eventual filho; a outra será cheia de caprichos e com freqüências será angustiada. As duas tendências podem coexistir no tipo da mulher-menina, características do signo. Buscando a sua alma gêmea, ficará dividida entre a imagem do pai protetor e o filho que precisa cercar de atenções, entre o seu desejo de brincar com bonecas e mimar alguém. Esta mulher-menina, as vezes pueril e superficial, irrita ou atrai com uma força irresistível, mas não deixa indiferente.

 

QUALIDADES: Digamos que o canceriano é bom, sensível, compreensivo, imaginativo, solícito, apaixonado, protetor, prudente, tenaz, perspicaz, econômico, prolífero, intuitivo, prático, afetuoso, carinhoso, disciplinado e dotado de uma excelente memória.

 

DEFEITOS: Não devemos controlá-lo com seus defeitos, porém o canceriano é: de caráter fraco, narcisista, sensível à lisonja, suscetível, taciturno, rancoroso, irônico, pueril, desordenado, convencional, caseiro, preguiçoso, volúvel, rotineiro, influenciável, mentiroso e muito indulgente consigo mesmo.

 

ANATOMIA: Desde os primórdios da astrologia, associam-se as diferentes partes do corpo e as doenças a elas ligadas, com os signos do Zodíaco. Até Hipócrates, obrigava seus alunos a estudar a anatomia zodiacal. De Áries a Peixes, todo o Zodíaco está contido verticalmente, e de cima a baixo, no corpo humano. Para o canceriano, as áreas corporais são: o peito (os seios), o estômago, o tórax, o fígado, o sistema digestivo e o metabolismo.

 

 CASA: Eis aqui o centro da sua vida, a extensão da sua própria personalidade, o receptáculo dos seus sonhos, o lar dos seus filhos. As vezes são tão caseiro, que recusa convites, preferindo permanecer refugiado na sua "casinha". O canceriano errante, gostará mais de sair, mas transformará sua casa num lugar para encontrar a si mesmo, onde deitar âncora no seu itinerário flutuante.

 

 FAMÍLIA: É uma palavra emblemática para o canceriano, que é por excelência, um nativo do signo da família. O lar é uma de suas maiores necessidades e não pode viver isolado. Será difícil independizar-se do núcleo familiar, do qual se afastará na maioria dos casos para criar, por sua vez, a sua própria família. Alguns cancerianos reagem violentamente a este sentimento de dependência. Rejeitam a instituição familiar, procuram desvincular-se sem consegui-lo, mas poucas vezes, encontram equilíbrio na emancipação e costumam voltar a seus antigos valores.

 

TRABALHO: Perante o trabalho, este signo cardinal não demonstrará o mesmo ardor e o mesmo espírito de continuidade que um signo fixo como: Touro, Escorpião ou Aquário. Mas, contrário de Áries, que nem sempre concretiza seus projetos, o canceriano é tenaz. A influência da Lua permite que se conforme com a rotina, inclusive, de uma maneira um pouco automatizada, cumpre com suas obrigações.

 

AMOR: Câncer é um signo de fecundação e de maternidade. No amor prevalece o sentimento e a ternura. Caracteriza-se pelo complexo maternal e o apego a infância. No amor encontra o refúgio, a proteção que procura, a forma de criar novamente o ninho original. Seus valores existem em função do desejo de integrar-se, reconstituir-se, de interiorizar a experiência. O amor às vezes pode ser para ele o meio de separar uma nostalgia primitiva.

 

 FELICIDADE: É uma palavra chave do signo. Preocupa-o a felicidade, a harmonia, a segurança. Se alcançar um equilíbrio afetivo, se sentirá bem, feliz, satisfeito, já totalmente fechado para os demais. Mas seu ideal, às vezes, encontra-se longe do que a realidade pode oferecer-lhe e, em vez de buscar a felicidade, pode ser que viva de ilusões.

 

SAÚDE: É uma das principais preocupações do canceriano, verdadeiro doente imaginário, capaz de sentir realmente os sintomas que inventa. Estes sintomas são difíceis de curar e suficientemente imprecisos como para indicar qualquer doença. Uma coisa certa é que sempre lhe doerá alguma coisa. Além do que, trocará constantemente de médico, ou consultará simultaneamente três profissionais.

 

AMIZADE: O canceriano é um amigo sincero, geralmente se mostrará muito fraternal, muito afetuoso, fiel a alguns amigos, dos que as vezes depende. Fará deles seus confidentes e conselheiros. Algo parecido ocorre com a mulher canceriana, que terá relações muito afetivas com alguns amigos aos que abrirá as portas do seu coração. Pode ser, que a cada noite chame seu confidente do momento, para contar-lhe com detalhes o que fez durante o dia, com a expressividade própria de um ator teatral. Sempre se mostrará a favor das relações íntimas preferirá receber seus amigos separadamente, num ambiente agradável, a organizar grandes reuniões.

 

 FRACASSO: O canceriano conhece o fracasso profissional, principalmente pela sua falta de ambição. Freqüentemente, desejará ter uma atividade criativa, que o afaste da rotina, o eleve espiritualmente e lhe permita canalizar sua forte emotividade. Mas, pouco combativo e perseverante, pode fracassar no trabalho. Finalmente, terá que se conformar com uma ocupação subalterna ou com uma profissão educativa. Isto cobrirá suas necessidades materiais, mas pode sentir-se insatisfeito, perceber que não realizou sua vocação, ou simplesmente, saber que não alcançou sua plenitude. Ao sentimento de fracasso somam-se suas continuas lamentações acerca de tudo o que deixou de fazer.

 

ALIMENTAÇÃO: Deve aprender a moderar a sua fome insaciável. Não é um glutão ávido, como alguns taurinos, mas pode ocupar seu tempo ou compensar qualquer problema afetivo como a comida. Pôr outro lado, a fragilidade psicossomática do signo, mais que a de qualquer outro, obriga-o a respeitar uma grande higiene alimentar. Numeroso cancerianos são conscientes disto e costumam freqüentar lojas de produtos dietéticos, alimentar-se a base de cereais ou ser vegetarianos empedernidos. Todos os laticínios vão muito bem com os cancerianos.

 

ADOLESCÊNCIA: Câncer é regido pela Lua, astro da infância (considerada planeta segundo a antiga concepção), cujos valores de dependência e proteção são também os do signo. Geralmente, a adolescência será para o canceriano uma época de crise, das mais difíceis de superar na sua vida. Deve enfrentar sua própria rejeição ao crescimento, seu medo de entrar no mundo adulto. Muitos cancerianos retardarão, todo o possível a ruptura com a infância, sair do núcleo familiar, ninho confortável que sempre tentarão recriar. Estes, geralmente vêem a adolescência, como um nexo e prolongamento da infância, e vivem a crise ou a rebeldia adolescente até os vinte e sete anos, aproximadamente. No entanto, o segundo planeta que rege o signo é Júpiter, planeta da maturidade, que dá origem a um segundo tipo de canceriano, menos indeciso; cuja adolescência, apresenta-se mais como uma verdadeira fase transitória a caminho da solidão adulta, na qual logo mergulhará. Portanto, este período pode ser para eles uma fase violenta, rebelde, cheia de fugas ou extravagâncias, de experiências de todo o tipo. O adulto em potencial explode sem razão, aprendendo depois a lição dos seus abusos, assentando a cabeça ou entregando-se a uma causa social. Porém, o canceriano regido pela Lua é um adolescente de pinças dobradas, em sinal de defesa, enquanto que o canceriano regido por Júpiter é um adolescente de pinças móveis e agressivas.

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias



Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário