1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes


Tarot 2015: Descubra que Rainha ou Rei você é!

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut


QUE RAINHA OU REI VOCÊ É? DESCUBRA NOS TEXTOS ABAIXO: 

Uma relação entre as mulheres e as rainhas do Tarô


Por Titi Vidal

 

O Tarô é composto por 22 arcanos maiores e 56 menores. Dentre os arcanos menores, existem 04 rainhas, uma de cada naipe: ouros, paus, copas e espadas. Cada uma delas tem sua personalidade, com qualidades específicas. Podemos pensar cada uma destas rainhas como mulheres dos nossos dias. Claro que se cada ser humano é único, são incontáveis os tipos de mulheres, sempre tão complexas. Mas é possível traçar alguns paralelos entre as rainhas do tarô e as mulheres modernas.

 

A rainha de Espadas é a mais racional de todas. É aquela mulher intelectual, para quem o conhecimento é importante. Assim, está sempre estudando e querendo saber mais coisas, para se manter sempre atualizada e estimular sua inteligência. Seu contato com o mundo é mais racional e por isso está sempre querendo compreender tudo pela razão. Nas conquistas e em suas relações, é também a conversa o fator principal. Escolhe seus parceiros pela inteligência e portanto é um bom papo o principal atrativo que um homem pode ter. Ele tem que estar à altura de sua inteligência e compartilhar de seus interesses intelectuais e de seus ideais. O risco desta mulher é se tornar alguém pragmática demais, com dificuldade de entrar em contato com suas emoções. A rainha de espadas pode se tornar uma mulher mais fria e calculista, sempre preocupada e muito distante de seus sentimentos. Precisa aprender a lidar melhor com seu lado afetivo, despertando mais sua sensualidade e permitindo-se ser mais feminina. Isso porque o excesso de racionalidade pode leva-la justamente para o lado oposto e é o que acontece com muitas das mulheres hoje em dia, que estão se tornando cada vez mais práticas, racionais e perdendo seu jeito mais sensível e sensual.

 

A rainha de paus é aquela mulher fogosa, cheia de vontades, com energia para dar e vender. É uma mulher cheia de vida, com muita vitalidade e que está sempre pronta para o que der e vier. Confia na vida, tem fé, otimismo e disposição. Precisa de paixões e por isso está sempre em busca de aventura em sua vida afetiva. A sexualidade para ela é importante e por isso precisa se relacionar com alguém que mantenha sempre acessa a chama da paixão. Sua autoconfiança é inquestionável e faz com que as coisas aconteçam com mais facilidade, pois acaba atraindo a boa sorte que vem pelo excesso de fé e otimismo. Sua energia, por sinal, é contagiante. O grande risco desta rainha é se tornar alguém mais egoísta, que só quer ter as suas próprias vontades satisfeitas. Além disso, pode se tornar uma eterna insatisfeita, já que sempre espera demais da vida e só se sente feliz quando vive aventuras ou tem algo a ser conquistado. Assim, precisa aprender a manter mais seus pés no chão, mas sem perder esse jeito alegre e bem humorado que atrai as pessoas e os homens. Por falar em relações afetivas, o grande atrativo é a possibilidade de conquistar e ser conquistada, sem falar que a atração física e a sexualidade são requisitos fundamentais.

 

A rainha de ouros é a mais pé no chão de todas. E também a que mais precisa de estabilidade e segurança. Para ela, se sentir segura e confortável é importante e disso depende seu bem estar. Isso vale tanto para o mundo material como para a afetividade e os relacionamentos. Tende a ser uma mulher bem sucedida, ou que pelo menos busca este sucesso profissional. Para ela trabalho é importante e por isso quer conquistar o máximo de coisas possível, acumulando bens e recursos materiais. No amor, tende a ser sensual e o contato físico sem dúvida é muito importante. Ela precisa de toque, de carinho, de proteção. Precisa de alguém que possa garantir seu conforto e que tenha um mínimo de realização material para oferecer algo a ela. O risco é se tornar alguém muito materialista, que prefere o confortável, o seguro, o que tem certeza, evitando se aventurar ou viver apenas de acordo com suas emoções. Mas no fundo ela precisa de ambas as áreas – afetiva e material – funcionando para se sentir plena. A rainha de ouros representa bem as mulheres de hoje em dia, que disputam mercado de trabalho com os homens e que desejam sucesso profissional, mas esperam que isso venha acompanhado de bons relacionamentos pessoais e afetivos.

 

 

A rainha de copas é a mais afetiva de todas. É a mulher sensível, para quem as relações afetivas são o tema principal de sua vida. Para ela, ter amor é o suficiente para uma vida feliz. Busca um parceiro que a ame e que possa satisfazer suas necessidades emocionais e eventualmente os seus caprichos. É a mais feminina das rainhas e por isso também pode ser emotiva em excesso. Há também o risco de se tornar insegura e se magoar com facilidade, sem falar das chances de ser alguém mais instável. Mas sabe cuidar das pessoas como ninguém, sendo muito carinhosa. Como tem muito amor para dar, precisa sempre de alguém para cuidar e quando fica sozinha pode sofrer muito por isso. É uma mulher romântica, que está sempre sonhando e imaginando o que quer da vida e de seus amores. Precisa tomar cuidado para não idealizar demais e fugir da realidade. Mas se tiver o amor que deseja ou a vida que espera, será plenamente feliz e mais realizada que qualquer outra mulher. Até porque ela é a “mulher mais mulher” de todas as rainhas, já que é a mais emotiva, sensível e romântica de todas.

 

Na prática, tendemos a nos identificar com uma dessas mulheres, mas podemos oscilar de acordo com nosso momento de vida e nas diversas situações de nosso dia a dia. Mas é importante pararmos um pouco para pensar qual delas tem mais a ver com nossa personalidade e como podemos viver seu lado mais positivo. E é claro que se pudermos ser um pouco de cada uma delas, melhor.

 

QUE REI É VOCÊ?

Uma relação entre os homens e os reis do tarô

O Tarô é composto por 22 arcanos maiores e 56 menores. Dentre os arcanos menores, existem 04 reis, um de cada naipe: ouros, paus, copas e espadas. Cada um deles tem sua personalidade, com qualidades específicas. Podemos pensar cada um destes reis como homens dos nossos dias. Claro que se cada ser humano é único, são incontáveis os tipos de homens. Mas é possível traçar alguns paralelos entre os reis do tarô e os homens.

 

O rei de Espadas é o mais racional de todos. É um homem intelectual, que dá muita importância ao conhecimento. São homens bastante preocupados e que estão sempre pensando em seus projetos. São muito pragmáticos e por isso costumam se distanciar ao máximo de suas emoções. Por isso, lidar com os sentimentos não é nada fácil para este homem. Costumam ser machistas e nas relações afetivas são muito práticos. Isso pode passar frieza e justamente por isso são ótimos parceiros para negócios, mas nem sempre o melhor companheiro quando o assunto é amor. Assim, ao escolher uma parceira, pode preferir uma mulher intelectual e independente que não exija tanto sua atenção. Mas também pode ser possessivo, para não perder o controle da relação. Este rei precisa aprender a lidar melhor com suas emoções e se entregar mais ao amor, aprendendo a ser mais compreensivo e afetuoso com as pessoas que estão em sua vida.

 

O rei de Paus é forte e poderoso. Tem personalidade forte e sabe o que quer. Sua autoconfiança exala charme e sensualidade. A sexualidade também está muito presente em seu comportamento. É alguém que acredita na vida tem muita fé e otimismo. Tem também muita disposição física e por isso está sempre pronto para qualquer aventura. Por sinal, é o mais aventureiro de todos. Para ele o mais importante em um relacionamento é a conquista e se sentir que já conquistou a relação pode perder a graça. Até porque precisa manter sempre acesa a chama da paixão. Portanto, a atração física é muito importante no início de um relacionamento. Seu otimismo e o bom humor fazem com que todos queiram estar perto dele, em especial as mulheres. Este rei precisa tomar cuidado para não estar sempre insatisfeito, esperando sempre por uma nova aventura que faça seu coração balançar.

 

O rei de Ouros é o mais materialista de todos. Em geral são homens de negócios, que precisam de segurança e estabilidade material. Isso inclui a necessidade de ter um bom emprego, pois apenas quando sente esta segurança material é que seu emocional fica em paz. Em geral são homens bem sucedidos ou pelo menos estão em busca disso. Acumular bens e recursos materiais é a grande busca deste homem que inclusive quando o assunto é amor vai preferir a estabilidade a uma aventura. É importante tomar cuidado para não priorizar sempre o que é mais garantido e seguro, tornando-se alguém muito materialista e que se esquece de dar atenção ao coração. São homens muito sensuais, mas que podem atrair as mulheres também por seu status. Até porque sua forma de demonstrar afeto é dando presentes e provas materiais de seu carinho.

 

O rei de Copas é o mais sensível de todos. É amoroso, carinhoso, sensível. Sabe encantar uma mulher com seu jeito meigo de ser. Pode ser um músico, um poeta, um artista. Sabe ser romântico e demonstrar seu amor com facilidade. Em geral gosta de cozinhar e cuidar da casa. Por isso, é um ótimo marido, que divide as tarefas da casa e está sempre preocupado com os sentimentos de sua parceira. Pode ser um homem carente, que precisa o tempo todo ser paparicado e ter suas vontades satisfeitas. Também pode ter dificuldade no convívio constante com outros homens, por se sentir um peixe fora d´água, já que está longe de ser alguém machista e que vive apenas no universo masculino. Aquele papo de que homem não chora também não serve para o rei de copas, que demonstra o que está sentindo tranquilamente. Até porque dele transborda emoção. Tem que tomar cuidado para não sonhar e idealizar demais.

 

Na prática, um homem pode se identificar com um destes homens, mas pode oscilar dependendo do momento de vida e em diferentes situações do dia a dia. Mas é importante parar um pouco e pensar qual deles tem mais a ver com sua personalidade e como viver seu lado mais positivo. E é claro que pode ser encontrado um equilíbrio, vivendo um pouco de cada um deles.

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias



Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário