1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes


Lipo: Fazer ou não?

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Uma das cirurgias plásticas mais realizadas no Brasil, a lipoaspiração é causa de muitas dúvidas e polêmicas, principalmente quando abordada na mídia. Os detalhes desse procedimento são simples e claros, mas merecem muita atenção. Um engano comum, por exemplo,é acreditar que a lipoaspiração emagrece. Ela se limita a remover a gordura localizada que não é eliminada com dietas nem atividades físicas.

A cirurgia é indicada apenas após a puberdade, a partir dos 17 anos de idade, pois crianças e adolescentes têm maior facilidade para emagrecer e eliminar gordura localizada. Em caso de obesidade durante a adolescência, esse procedimento pode estimular a perda de peso depois da cirurgia.A lipoaspiração é indicada para pessoas saudáveis e relativamente magras, isto é, no máximo, 30% acima do peso ideal. Pele firme e bom tônus muscular também são condições favoráveis para a realização da cirurgia.

A partir dos 40 anos de idade, quando a pele começa a apresentar os sinais de perda de elasticidade, grandes remoções de gordura devem ser evitadas. Isso porque as chances de retração da pele são reduzidas,possibilitando a formação de dobras cutâneas na região lipoaspirada.

A duração da cirurgia varia conforme a região do corpo e o volume de gordura a ser lipoaspirado. Vale lembrar que existe um limite de volume de gordura a ser removido estipulado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Somente 5 a 7% do peso ideal em volume total de gordura podem ser removidos cirurgicamente.Isso significa que pessoas muito acima do peso dificilmente obterão resultados satisfatórios.

A anestesia aplicada também depende da área que será lipoaspirada, podendo ser peridural ou local, ambas com sedação. Os cortes são menores que um centímetro. Durante opós-operatório, sessões de drenagem linfática são necessárias para que o excesso de líquidos seja eliminado.

Vale lembrar que lugar de cirurgia plástica é em hospital. Médicos que realizam operações em consultórios ou clínicas põem em risco a saúde da paciente e o sucesso da cirurgia. Quando se trata de lipoaspiração, variáveis da cirurgia costumam ser usadas como desculpa para que a paciente concorde em ser operada na clínica ou consultório. É o caso da“minilipo” ou “lipo light”. A DreamPlastic não pratica essas cirurgias, que não são reconhecidas nem autorizadas pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Lipoaspiração II

Assim como entrevistar um candidato antes de contratá-lo e provar uma roupa antes de comprá-la, é preciso pesquisar como e por quem uma cirurgia plástica é realizada antes de ser operada. Isso vale mesmo para as operações mais conhecidas, como a lipoaspiração.Além de esclarecer dúvidas, é muito importante corrigir enganos comuns.

Diferentemente do que se acredita, a lipoaspiração não acaba com a celulite.Como a gordura localizada e o excesso de líquido são removidos, a lipo pode amenizar o aspecto de casca de laranja. Porém, não é esta a finalidade da cirurgia.

Outro engano comum é sobre a tendência de engordar de volta após a lipo. Para esclarecer este mito, é preciso compreender a estrutura das células de gordura, também chamadas de adipócitos. Elas são como pequenas cápsulas capazes de abrigar um volume de gordura dez vezes maior que o tamanho delas. Quando a célula de gordura atinge o tamanho máximo, uma nova é criada. Por isso, quanto mais tempo uma pessoa estiver acima do peso, mais células gordurosas ela irá produzir. Quando ela emagrecer, as células irão murchar, mas não desaparecerão. Somente a gordura no interior delas é eliminada.

O objetivo da lipoaspiração é remover parte do tecido adiposo de determinada região do corpo. A lipo ideal remove uma grande quantidade de adipócitos que estão armazenando pequenos volumes de gordura. É por essa razão que o emagrecimento pré-cirúrgico é tão importante. Pacientes acima do peso ideal têm poucas, mas grandes células gordurosas aspiradas. Se o peso não for controlado após a cirurgia, novos adipócitos irão se formar e o resultado da lipo será desfeito.

Do ponto de vista clínico, é possível que uma pessoa se submeta à lipoaspiração mais de uma vez. Entretanto, se as atitudes da paciente são as causas do ganho de peso após a cirurgia, ela é contra indicada. A prática de atividades físicas e a alimentação saudável são as chaves para o controle ideal de peso.

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias



Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário