1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes


Vitaminas e minerais nutrem o bom humor: Hábitos alimentares saudáveis oferecem energia para manter o otimismo

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Quando o assunto é bom humor, o consumo equilibrado de vitaminas e minerais tem uma participação importante. A tristeza, a melancolia e o baixo astral sem motivo podem indicar o baixo consumo das vitaminas do complexo B (principalmente a B6), de selênio e de ferro. A vitamina B6 é vital para a síntese de carboidratos e a geração de impulsos nervosos. Já a vitamina B1 está relacionada à produção dos neurotransmissores do bem-estar - serotonina e noradrenalina -, enquanto a vitamina B9 (ácido fólico) interage com eles. Embora ainda não esteja totalmente desvendado o processo químico, sabe-se que o selênio atua na regulação do humor. E o ferro, ao transportar oxigênio para equilibrar os níveis de energia, auxilia na força muscular e dá ânimo1. O Manifesto do Corpo Saudável, elaborado pela Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN) em parceria com Centrum, considera o bom humor um dos oito sinais de que o corpo está nutrido. Já a Pesquisa Manifesto do Corpo Saudável2, desenvolvida recentemente pela ABRAN, em conjunto com o multivitamínico, revela que 53% dos brasileiros que têm acesso à internet apresentaram mal humor. Desse total, 59% são mulheres. Entre quem não considera sua alimentação saudável, sobe para 69%. A pesquisa revela ainda que o mau humor foi mais incidente entre: 57% dos que não comem 6 porções de frutas, verduras e legumes por dia; 64% dos que costumam se alimentar de fast food mais de 2 vezes/semana; 62% dos que comem produtos industrializados mais de 3 vezes/semana; 61% dos quem não bebem 2 litros de água por dia; 58% dos quem não têm o hábito de consumir produtos integrais mais de 3 vezes/semana. Apenas 34% dos pesquisados que apresentam o sintoma relacionam o mau humor à alimentação, no entanto o percentual sobe para 45% entre os entrevistados que não consideram sua alimentação saudável. Castanha, berinjela, brócolis, cogumelo, tomate, rúcula, milho, pistache, banana, caju, carne de porco e frutos do mar são boas fontes dos nutrientes necessários, além de cereais e sementes. Mas, infelizmente a dieta habitual do brasileiro não é capaz de oferecê-los em quantidades adequadas. O Estudo Brazos3, realizado por pesquisadores da UNIFESP em parceria com a Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP), revelou que a alimentação do brasileiro é pobre em micronutrientes e que o consumo de vitaminas e minerais está abaixo do recomendado: as quantidades ingeridas de verduras, legumes e frutas são insuficientes para suprir todas as necessidades nutricionais de homens e mulheres; o consumo de ferro, por exemplo, é 40% menor que o recomendado no total da população; 18% dos homens não ingerem a quantidade indicada de selênio e 11,5% das mulheres têm um consumo baixo do mineral. De acordo com a Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF)4 2008-2009, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão: aproximadamente 54,5% das brasileiras têm baixa ingestão de vitamina B6 e 45,2% dos brasileiros seguem o mesmo exemplo; 37,5% das mulheres e 31,2% dos homens consomem quantidades de vitamina B1 inferiores às recomendadas. Mudar os hábitos alimentares é fundamental para reverter essa situação. O uso diário de um multivitamínico, como Centrum, contribuirá para manter o bom humor - uma das principais características do brasileiro.
  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias



Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário