1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes


Morcegos ecológicos: Eles semeiam áreas degradadas, ajudando a regenerar a floresta

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Restam, apenas, cerca de 7% da cobertura original da Mata Atlântica no Brasil - o que significa que o homem destruiu, aproximadamente, 93% do bioma em nome do "progresso". Mas, felizmente, enquanto os seres humanos inssitem em destruir a natureza, os animais que vivem na floresta estão lutando para preservá-la. 

Um bom exemplo são os morcegos frugívoros - isto é, que só se alimentam de frutos. Estudo coordenado pelo pesquisador Marcelo Guimarães Rubio, da Universidade Federal do Paraná (UFPR), com o apoio da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, aponta que esses animais têm papel fundamental na recuperação da Mata Atlântica que o homem destruiu. 

 

Sabe por quê? Os morcegos frugívoros comem pequenos frutos e infrutescências e, depois, espalham as sementes desses alimentos por toda a floresta, ao fazer cocô enquanto voam. Ou seja, eles são verdadeiros jardineiros da natureza. 

 

Outros animais, como a anta, também cumprem esse papel de "reflorestadores", mas a pesquisa revela que os morcegos são mais eficazes. Isso porque eles voam grandes distâncias todas as noites, podendo levar as sementes muito mais longe, e têm um processo digestivo mais acelerado, o que faz com que espalhem as sementes mais rapidamente. Algumas espécies de morcego levam, apenas, 30 minutos para transformar o que comem em cocô, sabia? 

 

E ainda tem mais: além de ajudar a recuperar a floresta, os morcegos contribuem para melhorar a vida de milhares de pessoas e, também, a economia do país, já que o bioma presta serviços ambientais que geram cerca de 70% do PIB do Brasil. 

 

Realizada desde 2011, a pesquisa comandada por Rubio para entender o comportamento dos morcegos e seu padrão de dispersão de sementes na Mata Atlântica foi realizada na Reserva Natural Salto Morato, que fica no litoral norte do Paraná e é mantida pela Fundação Grupo Boticário. O local foi escolhido por abranger parte do maior remanescente contínuo de Mata Atlântica do Brasil e abrigar 28% das espécies de morcegos que vivem no Paraná, sendo que duas delas estão ameaçadas de extinção.

 

FONTE:Débora Spitzcovsky para Planeta Sustentável

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias



Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário