1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes


Astrologia: Lua Nova com Eclipse Solar no Signo de Gêmeos

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Por Titi Vidal

Dia 20 de maio, mais uma Lua Nova, que sempre inaugura um ciclo. Desta vez a Lunação (Lua Nova) é também um eclipse do Sol e acontece no signo de gêmeos. Um eclipse solar acontece quando a Lua não permite que vejamos o brilho do Sol. A Luz do Sol fica escondida e para chegar até lá precisamos seguir as emoções, a intuição, os instintos. Eclipses marcam o início de um ciclo de forma mais intensa que uma simples Lua Nova e seus efeitos são vários até que um novo eclipse aconteça. Onde cai no nosso mapa marca a necessidade de mudança naquela área, naquele assunto, e pode trazer novidades. Ainda mais que acontece no grau 0 de gêmeos, signo de mudanças e novidades. Um eclipse em gêmeos também é um convite para repensar as coisas, para mudar de ideia, para se abrir para novas opiniões e possibilidades.

 Esse é um eclipse especialmente intenso, que pode mexer com conceitos e crenças, individuais e coletivos. Pode trazer acontecimentos que inexplicáveis, mudanças bruscas e surpresas que incluem um novo elemento na situação e faz (re) pensar as coisas. Pode trazer um tanto de empolgação e euforia e mais otimismo para fazer as coisas. Mais vontade também. Mas é um eclipse que pede cuidado e atenção em tudo que for feito, pois há falta de clareza e nem tudo é como parece. A Luz do Sol está escondida e o eclipse acontece em aspecto com Netuno que deixa tudo mais nebuloso. Por isso tudo que for feito merece atenção especial.

 Não é um bom momento para coisas novas sem certeza, para pressa, para coisas concretas demais. Pelo menos sem um boa avaliação e certeza absoluta. Por exemplo, não é um bom momento para fazer grandes negócios e investimentos. Há o risco de enganos e decepções. Esse eclipse também pode trazer ilusões e desilusões, a decepção que vem das expectativas que tinham sido criadas em vão ou promessas que não se cumprem. Mais do que nunca é preciso estar conectado à essência, centrado, ouvindo o coração, ouvindo a mente e a voz interior que sabem o caminho certo a seguir, pois se formos depender do que estamos vendo, do mundo externo, é muito possível que haja um engano. Esse eclipse também pede para olhar para outros horizontes e/ou olhar para as mesmas coisas com um novo olhar. Abrir a mente, mas abrir a mente a partir do coração. Mudar de ideia, mas para uma que tenha mais a ver com a essência.

 Buscar a verdade, mesmo que para isso tenha que mudar de ideia. Pensar, meditar, refletir. Olhar para dentro, buscar a Luz interior, já que do lado de fora está tudo escuro. Vale lembrar que na escuridão podemos ver as estrelas e que um eclipse sempre é um convite para um olhar interior, em busca da Luz que vem da essência, que vem do coração. Esse eclipse vem lembrar que existem saídas, que temos potenciais, e muitos, já que acontece no múltiplo signo de gêmeos. Por sinal, acontece assim que Sol ingressa em gêmeos, marcando um início de verdade. Um começo de ideias, de projetos, de ideais e possibilidades. Também é um eclipse que nos convida a olhar mais para os outros, para perceber o quanto estamos interligados e o quanto o que acontece com cada um reflete em todos os outros.

 Parece mais um eclipse especial, forte, intenso, que pode trazer mudanças e acontecimentos marcantes, coletivamente, e individualmente de acordo com o mapa natal de cada um. Um eclipse forte, que mexe com nossas emoções e com a mente, que muda as coisas e as ideias de lugar. O jeito é não resistir, ser flexível, se abrir e se permitir sentir toda essa intensidade, pois pouco ou muito as coisas podem mudar.

 

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias



Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário