1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes


Azeite = Saúde: Dicas e as propriedades naturais do óleo da azeitona para você

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Azeite oferece benefícios à saúde e deixa as refeições mais gostosas

Apelidado pelos mediterrâneos de “ouro líquido”, o azeite é um ingrediente precioso na nossa alimentação. Mais do que sabor, o óleo extraído da oliva pode proporcionar inúmeros benefícios para o organismo, entre eles o controle do colesterol e o combate à gordura visceral.

 

Na balança

Apesar de calórico (9 calorias por grama), o azeite é um senhor aliado para quem quer se livrar da barriguinha indesejada. Isso porque o azeite é composto por gordura monoinsaturada, que, além de combater o mau colesterol, ocupa o espaço das gorduras trans e das saturadas, prejudiciais ao organismo. Dessa forma, o azeite evita o acúmulo de gordurinhas na região abdominal. E mais do que um benefício estético, manter a cintura em forma diminui os riscos do aparecimento de diabetes do tipo 2, já que a gordura concentrada na região atrapalha a ação da insulina. Mas nada de tomar baldes de azeite, para ter os efeitos benéficos, o consumo recomendado é de duas colheres de sopa por dia.

 

Fórmula mágica

Além da gordura monoinsaturada, o azeite também contém vitamina E, que diminui o risco de tumores, ômega-3, benéfico ao sistema circulatório, e diversas substâncias antioxidantes que também fazem bem ao coração.

E para quem pensa que para por aí, o azeite ainda vai longe: ele traz benefícios para todo o organismo. No estômago, o óleo de oliva, por conter substâncias bactericidas, pode ser usado no combate da gastrite. Nos ossos, o consumo de azeite pode reduzir as chances de desenvolvimento da osteoporose, é o que aponta uma pesquisa da Universidade de Jáen, na Espanha. E para o corpo todo, o “ouro líquido” pode ser inimigo da dor: contém oleocanthal, um composto com ação analgésica.

 

Como escolher

Existe uma diversidade de azeites disponíveis no mercado, mas na hora das compras um item deve ser analisado: a acidez do produto. Disponível nos rótulos, o grau de acidez é um fator determinante na qualidade do azeite: indica que a coleta e o processamento das azeitonas foram bem realizados.

São considerados excelentes, os produtos com até 0,5% de acidez. Quanto menos ácido, melhor. Sendo assim, não é à toa que o azeite extra virgem tem qualidade incontestável: apresenta apenas 0,2% de acidez.

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias



Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário