1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes


Você e o amor: Seu coração é burro?

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Já me cansei de ouvir essa reclamação, quase como um pedido de socorro que algumas pessoas insistem em fazer, culpando seu coração por ter tomado alguma atitude equivocada ou por ter sido impulsivo. Há ainda quem o acuse de ser muito emotivo. Ou melhor, de demonstrar demais o que sente. Nunca concordei com esta acusação e continuo sendo defensora absoluta deste que representa nossa dinâmica emocional e sentimental - o coração!

 

Minha defesa contra tais acusações injustas está baseada no fato de que a maioria das pessoas confunde esse danadinho (que realmente pode perder o rebolado e parecer que vai saltar pela boca quando se apaixona) com um pacote amarrotado e cheio de crenças equivocadas, medos, traumas e desconfianças.

 

O coração não é esse pacote! Esse pacote, frequentemente distorcido com pensamentos confusos, ideias parciais e preconceitos de todas as ordens é a nossa mente! A mente... mente! De contar mentiras mesmo. E, assim, mentirosa, ela nos engana. E nos faz acreditar que toda angústia que sentimos e todos os equívocos que cometemos é culpa do coração. Não é!

 

Veja bem! O coração é sábio. É sensível, perspicaz e intuitivo. Ele sempre acredita no amor, e sabe diferenciar uma cilada de uma oportunidade de ser feliz. O coração é silencioso. Barulhenta é a mente. O coração é tranquilo e pacífico. Agitada é a mente. O coração é centrado e sabe o que quer, como quer. Confusa, volúvel e "maria-vai-com-as-outras" é a mente.

 

Não vou dizer que o coração pensa antes de agir, porque ele não pensa. O coração sente. E quando sente, sabe! Quem pensa, pensa, pensa e ainda assim faz burrice, é a mente. Pergunta pra todo mundo e não sabe a quem ouvir. A mente quer respostas. Quer certezas e explicações. Quer acabar com a dor de qualquer jeito. A mente dói e se perde. O coração dói e aprende. Fica mais forte e ainda mais sábio.

 

Então, se você quer parar de ser enganado por sua mente e começar a seguir seu sábio coração, anote essas dicas! Quando estiver sofrendo por amor, quando estiver se sentindo abandonado, trocado, preterido ou traído, quando não souber o que fazer, quando estiver perdido, com medo de demonstrar o que sente e não ser correspondido... apenas pare, respire fundo, relaxe os músculos e vá aquietando-se...

 

Parece simples, mas não é! Pode-se levar uma vida inteira para conseguir apenas parar, respirar, relaxar e aquietar-se. Pode-se levar uma vida toda para conseguir "calar as vozes-confusas-e-tolas" da sua mente e "conectar-se com o silêncio-que-tudo-diz" do seu coração. Mas quanto antes você começar a treinar, mais rapidamente vai conseguir. E menos vai sofrer!

 

Lembre-se! Agitação, confusão, angústia, mentiras e enganos têm a ver com a mente. Tire o foco dela. Pare de prestar atenção nas vozes que gritam dentro dela. Apenas respire. Aquiete-se. E quando sentir que, enfim, está conectado com a sua essência, então apenas pergunte-se: "o que eu quero?", "o que eu realmente quero fazer diante desta situação... falar?... demonstrar?... esclarecer?... ou esperar... até que não restem mais perguntas... até que o silêncio seja a certeza de que agora é a hora certa...?".

 

O amor não é uma guerra complicada entre duas mentes que não se ouvem e não se enxergam. É uma sintonia mágica entre dois corações que se sentem e se sabem. Simples assim!

 

Fonte: Rosana Braga é Palestrante, Jornalista, Consultora em Relacionamentos 

e Autora dos livros "O PODER DA GENTILEZA" e "FAÇA O AMOR VALER A PENA", entre outros.

Email: rosanabraga@rosanabraga.com.br

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias



Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário