1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes


Páscoa com chocolate: Médica ensina a aproveitar o doce antes e depois da Páscoa

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

O feriado é considerado o tempo de renovar a esperança e as energias do ser humano e também comer muito doce. Mas não é por isso que é permitido descuidar da pele e exagerar no chocolate. Prepare-se para esta dada sem sair da linha.

Para a grande maioria das pessoas, a Semana Santa é uma época importante por ser considerada uma celebração religiosa, porém para muitas outras é somente a oportunidade de presentear os amigos e parentes com ovos de chocolate e preparar uma farta mesa no domingo de Páscoa. Até aí, tudo bem, pois ninguém condena a ingestão de chocolate e de um belo almoço, entretanto, deve-se tomar alguns cuidados. O cardápio, muitas vezes, é composto por alimentos contendo um alto teor calórico e de gordura, que, somados ao chocolate que o acompanham, resultam numa "explosão" de calorias.

Quando o exagero toma o lugar do bom senso, pode-se ter como consequência o agravamento das condições de saúde do corpo e, em alguns casos, também da aparência da pele. "O carboidrato é muito benéfico, pois fornece energia imediata para a realização das atividades diárias, porém, por outro lado, é um perigo para os indivíduos acima do peso e, sobretudo, para os portadores de diabetes: aproximadamente 50% e 30% de sua composição são, respectivamente, de açúcar e de gordura, alerta a médica nutróloga, cosmiatra e professora da Sociedade Brasileira de Medicina Estética, Dra. Mercedes Granja.


Por conta do chocolate, alguns indivíduos podem desenvolver maior oleosidade cutânea acompanhada de acne e espinhas, ou mesmo agravamento de quadros inflamatórios pré-existentes, como as alergias, dermatites e psoríase. "Após a Páscoa, noto que alguns pacientes que estavam evoluindo bem com os medicamentos prescritos têm uma piora do quadro de acne", diz a médica.

Para evitar problemas de pele após o feriado, segundo a Dra. Mercedes Granja, é melhor investir na prevenção, ou seja, moderar no consumo do chocolate durante todo o período da Páscoa. O ideal, afirma ela, seria manter uma dieta equilibrada e, se possível, pouco calórica, dando preferência para os alimentos "in natura" e carnes magras, ou peito de frango e peixes. "O consumo de alimentos contendo gorduras insaturadas, como os peixes de águas frias e o azeite de oliva extra-virgem, por exemplo, diminuem a incidência de doenças cardiovasculares, além de normalizar a coagulação do sangue, prevenindo infarto ou derrame e até mesmo doenças imunológicas e câncer", explica a nutróloga.
Para quem, todavia, passou o feriado de Páscoa sem se precaver de cuidados básicos com a alimentação, uma excelente higienização da pele é essencial, além do uso de produtos tópicos objetivando a normalização da pele. Veja abaixo outras dicas da Dra. Mercedes:

PELES COM ACNE

 Lavar o rosto várias vezes ao dia com sabonete para acne.
 Fazer uma limpeza de pele com o dermatologista.
 Usar produtos para acalmar a pele (princípios ativos interessantes: alfa-bisabolol e glucan).
 Aplicar secativos para acelerar a melhora das acnes inflamadas.

A Dra. Mercedes Granja relembra que a precaução e moderação durante o feriado é o melhor remédio para se evitar transtornos futuros, tanto para saúde quanto para a pele. Portanto, ela dá algumas sugestões para aproveitar a Páscoa com saúde e manter uma pele viçosa:

Coma peixe no seu almoço de domingo; na verdade, é recomendável o consumo deste alimento pelo menos três vezes por semana;
Ingira bastante líquido durante os dias da Semana Santa e também na semana seguinte. Os líquidos ajudarão seu sistema digestivo a eliminar mais rapidamente os alimentos excessivamente calóricos consumidos durante esses dias de festa;
Ao escolhermos um determinado ovo de Páscoa, devemos sempre observar o valor calórico do produto antes de consumi-lo. Ovos maiores que 500g podem chegar a um valor calórico de uma refeição de 2500 kcal;
Dê preferência a chocolate ao leite, sem adição de castanhas, avelãs e outros produtos o que pode tornar seu doce sabor um pouco mais amargo em sua dieta;
Sabe-se que o chocolate é uma substância rica em proteínas, cálcio, fosfatos e contém uma substância chamada triptofano que age liberando serotonina (neurotansmissor responsável pela sensação de bem estar e prazer). Seu consumo na Páscoa é aumentado também por esta razão;
Cuidado ao se ingerir ovos diet (sem açúcar), o que não quer dizer sem gordura e com baixo valor calórico. Eles também devem ser consumidos com moderação;
A famosa colomba pascal também pode ser consumida, desde que com moderação. Dê preferência às que não contêm a adição de gotinhas de chocolate, pois aumentam o valor calórico;
Não esquecer, durante na Páscoa, de fazer (ou continuar) a atividade física.

Dra. Mercedes Granja
Médica formada pela Universidade São Francisco - Faculdade Bandeirante de Medicina; especializações médicas em Nutrologia e Patologia Clinica; pós-graduação em Dermatologia e Medicina Estética; extensão universitária em Mesoterapia Clínica e Estética em Bordeaux-França.

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias



Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário