1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes


Numerologia da Saúde: Aprenda a calcular os males hereditários através do seu nome

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

A doença é um aviso do corpo e da mente, um sinal de que estamos esquecendo nossos limites pessoais e subestimando as necessidades presentes em nossa alma.

Este sinal de alerta surge para que possamos transmutar nossas qualidades inferiores em virtudes, de forma a remodelar nosso destino através do esforço gradual e que nos leve a uma evolução feliz.
Quantas vezes não teimamos em adiar mudanças importantes? Quanto não ferimos o nosso eu interior com esta demora em rumar para o nosso bem maior que representa o encontro com as nossas verdadeiras energias e aspirações?

Se encarássemos os distúrbios de saúde desta forma, buscando suas reais causas dentro de nós, muito poderia ser revisto e aprimorado em nossa jornada pessoal.

A doença serve, em última análise, para pararmos de fazer as coisas de forma errada e o sofrimento é, de certa forma, uma benção, pois ele sinaliza que a situação ainda tem uma saída.

Podemos então preservar a saúde para termos a felicidade incondicional que viemos buscar neste estágio evolutivo.

Para isto é importante saber também que ao nascer recebemos uma herança genética de nossos antepassados através de nossos pais e que esta carga vinda através da sucessão trás consigo possíveis doenças a que poderemos estar sujeitos, quando negligenciamos as leis da vida.

A numerologia pode mostrar a você estas propensões às doenças durante toda a vida e também aquelas que são frutos dos nossos antepassados.

Para saber quais são estas tendências hereditárias basta substituir as letras do seu sobrenome pelos números correspondentes no sobrenome da mãe e do pai a um único dígito cada um. (Utilize a seguinte equivalência: 1=a,j,s; 2=b,k,t; 3=c,l,u; 4=d,m,v; 5=e,n,w; 6=f,o,x; 7=g,p,y; 8=h,q,z; 9=i,r.)

Exemplo de Tendência Hereditária:
- Sobrenome da mãe: GOUVEA = 7+6+3+4+5+1=26=2+6=8
- Sobrenome do pai: SGARBI = 1+7+1+9+2+9=29=2+9=11=2

No seu mapa numerológico pessoal também estão presentes as suas tendências individuais quanto às possíveis doenças desenvolvidas ao longo da vida e são encontradas nos seus desafios retirados da sua data de nascimento.

A descrição que segue ajuda você a entender o impacto dos números na sua saúde e as atitudes que deveriam fazer parte da sua reflexão pessoal:

Enfermidade 1: atinge a cabeça, o coração e os sistemas circulatório e respiratório: sinusite e problemas nos seios da face, alergias, rinite, nariz entupido; ferimentos nos olhos, rosto, orelhas e maxilar, problemas circulatórios e cardíacos em especial em idades mais avançadas, anorexia, edema pulmonar, tosse, tuberculose, impotência masculina. Na fase infantil: facilidade para urinar na cama.
Para que pontos a doença chama a sua atenção: sei o que preciso para obter minha felicidade plena? Como estou buscando aquilo que eu realmente preciso na minha vida? Estou relegando meus desejos e vontades o segundo plano? Que risco está me esquivando de assumir? Porque me sinto tão acovardado em me manifestar contrariamente mediante a vontade dos outros? Estou dando liberdade para que os outros se expressem livremente ou tendo domina-los?

Enfermidade 2: pode acarretar retenção de líquidos no corpo, afetar ainda os rins e o sistema linfático, estômago e intestino, com problemas digestivos e prisão de ventre, hemorróidas; manchas hepáticas, infecções urinárias, esclerose múltipla, distúrbios nos seios, excesso de peso, incontinência urinária, envelhecimento precoce, problemas femininos em especial na fase da menopausa, perda de cabelos, facilidade para queimaduras.
Para que pontos a doença chama a sua atenção: como estou lidando com as minhas emoções? Estou sabendo negociar o consenso com as pessoas ou vivo sempre cedendo em nome da paz? Quanto estou me deixando levar apenas pelos interesses e vontades dos outros? Como estou vivenciando e aceitando minha sexualidade? Estou sendo bondoso para comigo mesmo?

Enfermidade 3: o fígado e a vesícula são seus principais pontos fracos. Também podem ocorrer quadros de enxaquecas, gases dolorosos, problemas de garganta, pigarro, problemas glandulares, em especial na tireóide e na hipófise, oscilações na pressão arterial, furúnculos, hematomas, problemas nos ombros e dores ciáticas causados por tensão nervosa, problemas nas coxas e nos pés.
Para que pontos a doença chama a sua atenção: estou conseguindo me dar o tempo diário para relaxar? Como anda a qualidade do meu sono? Meus compromissos estão compatíveis ao tempo que tenho disponível ou ando lotando minha agenda até tarde da noite todos os dias? Estou me derrotando antes de começar um novo projeto? Consigo ver o lado positivo das situações e das pessoas? Há quanto tempo não encontro meus amigos do peito e me divirto pra valer?

Enfermidade 4: É marcado por doenças estranhas, fora do comum e de difícil diagnóstico, acidentes inesperados e ferimentos inexplicáveis, além dos problemas sanguíneos, anemia, hipoglicemia, problemas psicossomáticos, histeria, medos e fobias, perturbações mentais e emocionais; problemas ósseos em geral, nos dentes; enjôo em veículos, quistos, espasmos e palpitações. Úlceras, colites e distúrbios digestivos.
Para que pontos a doença chama a sua atenção: estou querendo ser perfeito em tudo na vida e perdendo a espontaneidade? Estou equilibrando adequadamente o meu ritmo de trabalho? Sou flexível ou intolerante para com as pessoas de meu convívio? Como estou lidando com as preocupações e problemas que surgem no meu dia-a-dia? Estou exigindo e criticando demais a mim e às pessoas com quem lido?

Enfermidade 5: atinge os pulmões, o aparelho respiratório e o sistema nervoso. Ansiedade e alterações repentinas de humor, tensão nervosa, apnea, exaustão mental ou estafa; insônia, amnésia, paralisia facial, gagueira, acidentes graves por imprudência, vícios em geral (álcool e drogas), distúrbio nos órgãos reprodutores, problemas na tireóide, catarata, conjuntivite.
Para que pontos a doença chama a sua atenção: estou sempre querendo apressar o curso dos acontecimentos? Estou infringindo meus limites físicos? Estou atenta aos meus limites emocionais? Consigo administrar meu tempo ou vivo sempre apressado e atrasado? Consigo deixar as pessoas terminarem de se expressar ou vou logo tentando terminar suas frases? Como estou administrando as mudanças necessárias em minha vida? Estou tendo uma vida sexual gratificante?

Enfermidade 6: pode ser acometido por doenças renais. As veias e a garganta também merecem a sua atenção. Distúrbios pulmonares; irregularidades na circulação do sangue, hemofilia, palpitações cardíacas, quistos e tumores nos seios, colites, problemas na coluna em geral e dores lombares em especial, problemas de próstata, excesso de peso, incontinência urinária.
Para que pontos a doença chama a sua atenção: estou deixando os problemas do mundo me abalarem emocionalmente? Que práticas estou realizando para manter minha harmonia e equilíbrio pessoal? Estou lidando de forma tranquila com as responsabilidades que assumo? Freqüentemente me pego cobrando demais, fico com ciúmes e ressentida com meus parentes, amigos e familiares?

Enfermidade 7: Seus pontos fracos são os pés e o sistema linfático. Vulnerável às infecções, pele frágil, alergias em geral, coceiras, arteriosclerose, derrame cerebral, problemas mentais e cerebrais em geral, medos e fobias, depressão, síndrome do pânico, problemas de varizes, resfriados freqüentes, suor noturno, vícios em geral, em especial o alcoolismo.
Para que pontos a doença chama a sua atenção:
Com anda o meu convívio social: me pego sempre querendo me isolar e ficar em casa? Acredite que sou capaz de conseguir o que quero? Como ando trabalhando minha intuição e espiritualidade? Estou me dando a chance de conhecer novas pessoas interessantes? Estou me deixando levar pelo pessimismo e pela depressão? Consigo manter a minha fé interior apesar da aparência das circunstâncias exteriores?

Enfermidade 8: Os pontos mais sensíveis são os joelhos, dentes, ossos e ligamentos. Podem ocorrer doenças sangüíneas, tendência a se submeter a tratamento médico inadequado ou de receber prescrições médicas inadequadas, problemas de fígado, baço e bile; distúrbios no aparelho excretor, estados de desânimo profundo, dores de cabeça freqüentes, derrames, hérnia de disco, estalo nas juntas, desmaios, hipertensão, apendicite, problemas na próstata, cirurgias freqüentes, obesidade.
Para que pontos a doença chama a sua atenção:
Ando mantendo a calma ou resolvo meus problemas na base da briga? Consigo organizar minha vida financeira com tranqüilidade? Estou dividindo tarefas e responsabilidades ou centralizo tudo em minhas mãos? Consigo confiar nas pessoas? Estou me dando um tempo para espairecer? Ando teimando em fazer mais do que posso?

Enfermidade 9: Pode afetar o rosto e o crânio, infecções, enfermidades cármicas, misteriosas, de difícil diagnóstico e cura: fogo selvagem, hanseníase, aids, câncer, herpes oral e genital, doenças contagiosas em geral, hepatite. Desordens hormonais, intoxicação alimentar, medos e fobias, depressão, síndrome do pânico.
Para que pontos a doença chama a sua atenção:
Estou sendo meu melhor amigo? Como estou usando minhas capacidades para me desenvolver e ser feliz? Estou conseguindo ser carinhoso e compreensivo para comigo mesmo? Como estou aplicando meus dons especiais para melhoria da qualidade de vida das pessoas? Estou conseguindo sentir carinho e compreensão para com os outros? Consigo sentir que sempre existe uma luz no final do túnel ou me derroto e desespero muito antes disso? Como ando lidando com minhas carências emocionais? Estou conseguindo lidar saudavelmente com meus ciúmes?

Enfermidade Zero: O zero não é específico, pode atrair todo tipo de doença ou então nenhuma doença. Aqui é tudo ou nada. Dependerá unicamente do tipo de postura que a pessoa assumir em sua vida.

Saúde e bênçãos divinas a todos!

Mônica Sgharbi é Numerologista, escritora e radialista.

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias



Comentários

  • #1 maria kovacs
    21/04/2011 09:06

    Achei muito correto a análise de doenças possíveis a serem desenvolvidas pela associação dos sobrenomes de pai e mãe. Muito evidentes são essas possibilidades

Deixe seu comentário