1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes


Crianças na praia: Todo cuidado é pouco, siga nossas dicas para os pequenos curtirem o verão

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

 

O sol forte, o mar agitado, as brincadeiras, a areia suja... Os perigos que envolvem uma simples visita à praia parecem se multiplicar quando o foco está nas crianças. Isso porque elas têm a pele mais sensível, estando mais suscetíveis a queimaduras de sol, além de serem mais curiosas e terem a costume de levar tudo à boca. Por isso, cabe aos pais ou adultos responsáveis ficarem atentos às atividades dos pequenos. Especialistas recomendam os principais cuidados a serem tomados com crianças de 1 a 4 anos na praia. 

 

Cuidado com a areia 

Nessa faixa etária, é comum que a criança queira colocar tudo o que vê na boca, inclusive a areia, o que pode causar problemas de saúde ao pequeno, pois a areia oferece inúmeros perigos - fezes de animaisentre outras. A criança pode se contaminar, contraindo doenças como a toxoplasmose. Os pais também devem estar atentos a objetos pequenos, como tampinhas e palitinhos de sorvete espalhados pela praia. 

 

A temperatura da areia também precisa de atenção, quente demais pode queimar a pele da criança. Também é preciso proteger o ouvido da criança para que não entre areia fina, causando incômodos. Dica: Um chapéu pode resolver esse problema - e ainda ajuda a proteger o bebê dos efeitos sol.  

 

Pés descalços 

Não tem problema deixar o seu filho com os pés descalços na areia, contando que os pais certifiquem-se que a criança não está com qualquer machucado ou ferida, pois eles servem como porta de entrada para microrganismos e podem infeccionar. Um dos riscos é o famoso bicho geográfico, que não é contraído apenas pelo pé, mas por qualquer contato com a pele.

 

Roupas leves

A regra é simples: quanto mais à vontade a criança estiver, melhor. Prefira roupas de algodão, que deixam a pele respirar. Se a criança ainda não estiver segura o suficiente para ficar sem fraldas, deixe-a apenas com elas, sem se esquecer do protetor solar e do chapéu.

 

Proteção extra

A boia representa uma proteção extra, mesmo para aquelas crianças que já sabem nadar. Para a pediatra Isabella Assis, o modelo mais seguro é o do bracinho. Vale lembrar, no entanto, que essas boias não garantem a total segurança do pequeno, já que as ondas do mar podem ser imprevisíveis.  

 

Todo cuidado é pouco

Os perigos da praia não são poucos - a criança pode se perder, entrar sozinha no mar, colocar objetos indevidos na boca etc. Por isso, é fundamental que os pais supervisionem todas as brincadeiras de perto.  

 

Leve uma piscininha 

Para que a criança não tenha tanto contato com a areia, fique sempre ao alcance dos pais e não corra o risco de correr até o mar, a dica das especialistas é levar uma piscininha para a praia, mas procure enchê-la com água doce.    

 

Exposição solar só no horário certo 

Se o sol forte faz mal para adultos, imagine para os mais novinhos, que possuem a pele sensível. Os pediatras aconselham que a criança tome sol apenas bem cedinho, antes das 10h (no horário de verão). No entanto, deve-se evitar a exposição direta ao sol, deixando o guarda-sol indispensável!

 

Apenas comidas leves 

Praia pede alimentação leve para não estragar a brincadeira da criançada. Frutas, sanduíches naturais e muito líquido são as melhores opções. Evite frituras e alimentos de vendedores ambulantes. . A melhor opção é preparar alimentos em casa e transportá-los, usando uma bolsa térmica. 

 

Garanta a hidratação 

O sol quente e forte faz com que a criança sue muito. Com o suor, no entanto, ela não perde apenas líquido, mas também eletrólitos, como sódio e potássio. Fique atento para fornecer a hidratação adequada para seu pequeno. Evite refrigerantes, prefira água, água de coco e suco de frutas.

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias



Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário