1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes


Todos os bichos dormem?: Saiba se assim como os seres humanos, os animais também tem esse hábito

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Muitos animais dormem como os humanos, mas a maioria apenas repousa, passando por períodos de menor atividade, em que ocorrem uma baixa do metabolismo e a entrada em um estado de letargia (confira alguns exemplos no fim da reportagem). 

 

Tanto o sono como o repouso são importantes para promover o descanso do corpo e da mente e para a produção e liberação de substâncias indispensáveis para a manutenção do metabolismo. 

 

No caso dos mamíferos, por exemplo, durante o sono profundo há a liberação de hormônios que ajudam a controlar a fome e a saciedade, além de evitar a perda de cálcio. 

 

O tempo de sono varia muito entre as espécies: girafas dormem por duas horas, ratos por 11 horas e o tatu-canastra chega a 18 horas seguidas. 

ALGUNS EXEMPLOS

- O camaleão e outros répteis têm metabolismo muito baixo. Por isso passam grande parte do dia dormindo.

 

- As aves, como a coruja, repousam, mas o cérebro é mantido em um estado de consciência para que não sejam surpreendidas por um predador ou caiam do galho.

 

- As formigas apenas descansam. Elas diminuem sua atividade em períodos frios porque não conseguem manter sua temperatura em um nível adequado.

 

- Os macacos dormem cerca de dez horas por dia e até sonham. O período de sono ocorre tanto durante o dia quanto à noite. 

 

Fonte: Felipe Elias, biólogo do Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo (USP), e Carlos Alberts, professor de Zoologia da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (Unesp).

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias



Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário