1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes


Desperdício: Um mal desnecessário

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Você sabia que nós, seres humanos, exploramos 30% mais recursos naturais do que o planeta pode restituir? Isto significa que, se continuarmos nessa toada, daqui a 50 ou 100 anos (no máximo!) a Terra não terá muito a nos oferecer em termos de água potável, minérios, alimentos e florestas. O motivo é nosso estilo de vida atual, que nos torna consumidores ávidos e mal acostumados. Esse desperdício é a base dos nossos problemas socioambientais.

Consumir deixa rastros e causa impactos globais. Isto porque tudo o que estamos acostumados a adquirir para o nosso conforto ? de um palito de fósforo a um automóvel ? passa necessariamente por um processo de produção que utiliza fartas quantidades de água limpa, energia elétrica e matérias-primas extraídas do planeta. O descarte de tantos produtos alimenta as montanhas de lixo.

O Instituto Akatu avalia que 1/3 de tudo o que compramos acaba no lixo. Dados do IBGE dão conta de que os brasileiros despejam nas lixeiras de suas residências diariamente 125 mil toneladas das sobras de suas compras. Somando com os restos deixados pela indústria e o comércio o total chega a quase 230 mil toneladas diárias. São números oficiais do ano 2.000 e acredito que hoje eles aumentaram muito, impulsionados pela prosperidade econômica do país.

Só o consumo responsável será a nossa salvação. Consumidor consciente é aquele que equilibra sua satisfação pessoal com a saúde ambiental do planeta. Trocando em miúdos: não consome mais do que precisa para o seu bem estar.

É nesse sentido que estamos aqui sempre batendo na tecla de que precisamos repensar comportamentos social e culturalmente arraigados (não é fácil, eu mesmo sinto isso na pele) para reduzir o consumo, reciclar, reutilizar, evitar o descartável,  abolir de vez o desperdício e, principalmente, repassar esses princípios às crianças.

Acredite, gestos aparentemente banais como escovar os dentes mantendo a torneira fechada, desligar a lâmpada ao sair de um ambiente e não comprar compulsivamente vão fazer a diferença lá no final das contas.

Assim, criam-se hábitos saudáveis e adiciona-se simplicidade ao cotidiano. E o simples é sinônimo de descomplicado.

Fonte: Afonso Capelas Jr - Planeta Sustentável

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias



Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário