1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes


Saudar o Sol: A importância de sua prática para a harmonização do indivíduo

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

O Sol - Fonte de Luz, Calor e Vida para nosso planeta - sempre teve sua importância reconhecida por todos os povos e culturas, de todas as épocas e lugares. Muitos povos e culturas cultivaram o Sol como uma Divindade, Ser Divino ou manifestação ou símbolo maior e perfeito da Divindade. Entre os antigos egípcios temos Rá e Aton; na MitologiaGrega temos Apolo e Helius; no Hinduismo é Surya, o olho de Brahma e o emblema de Visnu; entre os budistas o emblema é de Buda (o homem de ouro, o Sol Buda); para o judaísmo é Chemesch e o centro da Árvore da Vida cabalista ( Tipheret); no islamismo ele corresponde ao Profeta (enquanto que a Lua ao wali ou ímã); para os Incas é Inti ( ou Tata Inti, o Pai Sol), e para os cristãos ele corresponde e simboliza o próprio Cristo, Deus e Santíssima Trindade: Pai ( Luz); Espírito Santo ( Calor/Amor); Filho ( Vida).

Nossa cerimônia ou Trabalho do Sol, tem como fundamento primeiro um pouco de todas estas tradições religiosas acima citadas. Mais modernamente nos inspiramos na obra do filósofo e pedagogo francês de origem búlgara Mikhael Aïvanhov ( 1900-1986) na qual o Sol ocupa um papel central. Esta cerimônia ou trabalho espiritual consiste basicamente em contemplar - de olhos abertos - o Sol, vendo-o e sentindo-o como grande e mais perfeito representante e símbolo de Deus - seja qual for a forma pela qual o concebemos e o nomeamos - e de nosso Eu superior ou Verdadeiro, que pode ser concebido e sentido como, igualmente um pequeno Sol. Contemplamos a Luz, Vida e Calor ( Amor) do Sol Espiritual que é Deus.

Contemplamos o Sol Maior para despertarmos a consciência de nosso Sol interior (Eu interior).

Contemplamos o Grande Fogo para reavivarmos nossa centelha divina soterrada e adormecida.

Podemos e devemos ver no sol o grande modelo vivo das principais qualidades e virtudes que precisamos desenvolver. Além do Amor Incondicional que a todos conforta e aquece; além da Luz que a todos ilumina; além da Vida que a todos e tudo vivifica, temos a firmeza e estabilidade que nada perturba, uma generosidade que nunca se esgota, uma beleza sem par e uma pureza indelével.

Portanto, podemos afirmar que, quanto mais contemplamos o Sol- com este sentido e objetivo - mais, progressivamente, nos tornaremos parecidos com ele, ou seja, mais nos tornaremos um pequeno Sol que irradia Luz, Vida e Amor para nossos irmãos e irmãs.
O Trabalho do Sol começa sempre 10 mim. Antes do sol nascer, se prolongando por meia hora (versão mais curta) ou por mais uma hora (versão mais longa). Ou seja, pode durar 40 mim. Ou uma hora e 10 minutos.

A cerimônia é feita ao nascer do sol pelas seguintes razões:
- O amanhecer é um dos poucos momentos em que é possível contemplar o sol de olhos abertos sem problemas.

- A aurora é um momento de indiscritível beleza, sempre único e diferente.

- O romper do dia é uma hora de forte simbolismo, onde a luz vence as trevas.

- O despontar do Sol é um momento mágico onde poderossas entidades, seres e forças projetam inúmeras bênçãos e energias a todos aqueles que acordam mais cedo para saudar e receber o Astro-Rei.
A cerimônia- por nós recebido e concebido- inclui a entoação de dois mantras (KOM e RAM), o contar de dois hinos que se referem ao sol, posições e movimentos captadores e irradiadore de energia e, principalmente, a contemplação silenciosa do sol. (Observação: o ritual pode variar. O que é essencial é estar presente perante o Sol com uma postura e consciência espirituais).

Este trabalho é de cunho totalmente universalista, onde pessoas de todas as religiões - ou mesmo sem nenhuma religião - podem dele participar e se beneficiar.

Os benefícios que podem ser alcançados por este trabalho são saúde (física, emocional, mental e espilritual), desenvolvimento espiritual, energia (física e espiritual), iluminação e auto conhecimento.
O Trabalho do Sol pode, opcionalmente, ser complementado por uns 20 minutos de exercícios psico-físicos (séries de bioenergética, yoga, Kung Fu e alongamento).

Este Trabalho do Sol é independente e completo por si mesmo, mas, por sua vez, faz parte de um trabalho de cura do homem, maior e integral, onde todos os elementos, reinos e forças de natureza (Sol, Lua e Estrela;
terra, água, ar e fogo; pedras, plantas e animais) participam.

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias



Comentários

  • #1 marco
    20/04/2012 23:34

    muito bom mesmo!

Deixe seu comentário