1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes


Crise emocional: O que fazer diante dela?

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

As crises emocionais, hoje em dia, estão intimamente ligadas aos relacionamentos. Pode ser no trabalho, na família, em vários setores de nossa vida, mas fundamentalmente está ligado ao setor afetivo.
O que move a indústria farmacêutica nos Estados Unidos são os medicamentos para depressão. É bem possível que a margem de vendas possa superar os setores de fast-food ou refrigerantes. No Brasil tenho notado um aumento assombroso no uso de medicamentos antidepressivos. Se pararmos e observarmos a situação atual diremos certamente que tudo isso é assombroso e como conclusão podemos dizer que o homem e a mulher não conseguem se relacionar.

Tenho falado muito sobre as dificuldades de relacionamento em meus artigos anteriores, sempre tentando passar dicas que possam levar o leitor a uma ponderação maior e a um equilíbrio na tomada de decisões. Mas sempre paira a grande pergunta: “O que fazer diante de uma crise emocional?”

É certo que diante deste desafio estaremos despreparados, enfraquecidos e sem nenhum tipo de fortalecimento, pois geralmente amadurecemos diante do sofrimento; quase nunca, antes. Mas mesmo assim podemos nos preparar para não sucumbir em momentos de dificuldades. Isto é estar preparado.

Uma das mais importantes armas para se fortalecer é o entendimento. Através dela podemos suavizar os nossos conflitos. A leitura de temas que envolvem estes problemas nos dará condições de sermos mais racionais frente a eles. Portanto, guarneça-se de uma boa leitura; isso se torna imprescindível, assim como obter opiniões, fortalecer crenças mais verdadeiras e coerentes, buscar eliminar os obstáculos postos por você mesmo ou condutas já ultrapassadas.

Quando tive a minha primeira crise emocional, que foi duramente impactante, obviamente perdi o rumo. Hoje sei que estava completamente despreparado para a vida. Na verdade, vivia num mundo de ilusões; era imaturo e sem qualquer conexão com a realidade. Na época, o que realmente foi fundamental para que pudesse escapar da dor, foram as meditações que realizava semanalmente; elas me propiciaram paz e calma interior e assim pude fazer escolhas mais ponderadas. Depois de alguns meses percebi que precisava realmente me fortalecer. Continuava fora do centro e os mais diversos questionamentos que eu jamais havia feito vieram à minha mente. Questões como “o que estou fazendo aqui” ou “o que quero de minha vida”.

Essas perguntas ecoaram por um bom tempo dentro de mim. Então, descobri exercícios fundamentais como a mentalização, a visualização e outros e me propus crescer e sair da atmosfera de dor que me rodeava; então, resolvi investir em mim mesmo, comprando CDs de auto-ajuda, livros de auto-conhecimento, fazendo cursos de auto-estima e motivação. Fui aos poucos ganhando confiança e paz interior, resgatando o equilíbrio. Mas nada foi simples ou fácil. Era como se eu tivesse que sair das profundezas do inferno para a luz e, aos poucos, isso foi ocorrendo. Minha fé se ampliou, mas não somente a fé no divino, mas na vida e em mim mesmo, uma tríade indispensável. Venci a barreira dos pensamentos negativos, a dor da solidão mesmo estando com muitas pessoas; venci a ansiedade, os tormentos da mentalização negativa com voltas ao passado e consegui viver o presente de uma maneira mais satisfatória.

Por tudo isso, hoje sei como você pode sair dessa crise emocional; todos nós podemos! Hoje agradeço por ter ocorrido essa fase de sombras em minha existência, pois através dela pude extrair uma sabedoria que tenho o dever de compartilhar. Se hoje você passa por situação parecida, tenha muita calma; existe sempre uma saída para tudo. O que precisa fazer neste instante é investir em você; um livro, um CD, um artigo, uma direção. Há dezenas de ferramentas que lhe proporcionarão o amadurecimento e também muitas outras que vão lhe ensinar a se relacionar melhor.

Por isso não se desespere: sempre tem alguém disposto a estender a mão. Mas não se esqueça: a primeira pessoa a tomar a atitude de querer vencer os obstáculos é você. Visite nosso site, converse conosco. Podemos ofertar-lhe muita paz, muita tranqüilidade para que você tome as decisões certas, no momento certo, da maneira certa.

O que fazer diante da crise emocional? Fortaleça-se. Se você não está em crise, assim mesmo fortaleça-se; se você acha que jamais isso irá acontecer com você, fortaleça-se. Saiba que a auto-estima, o amor-próprio, a motivação, o perdão, a felicidade são metas que necessitam de estratégia para o fortalecimento diário. Jamais se esqueça disso:
fortaleça-se!!!

Fonte: Dr.Paulo Valzacchi, biomédico, professor, escritor, psicanalista, especialista em saúde emocional, possui uma ampla rede de ferramentas essenciais para o crescimento pessoal

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias



Comentários

  • #1 claudia piassenti
    14/02/2012 10:39

    Olá bom dia. Tenho certeza que irei fazer o mesmo que aconselhou até por estou passando por está fase agora e está duro de me fortalecer.

Deixe seu comentário