1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes


É hora de perder os quilinhos extras!: Além de perder peso, o Detox ajuda a pele, os cabelos e o funcionamento do intestino

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

A alimentação saudável é um dos segredos da longevidade e do bem-estar. As universidades têm inúmeros estudos que comprovam essa tendência. Hoje em dia, a culinária voltada para os benefícios da saúde leva os supermercados a oferecer produtos que antes eram praticamente ignorados pelo consumidor: os grãos, como o amaranto, amêndoas, castanhas, quinua real, semente de linhaça, além do óleo de coco, a farinha e o leite de arroz. Isso mostra que o brasileiro já aprendeu a comer de maneira inteligente.

 

Quem procura uma vida mais saudável sabe que uma boa alimentação é essencial. Cortar calorias, apenas, não garante bons resultados na balança e ainda pode causar grandes prejuízos ao corpo: é preciso se reeducar. Com o objetivo de criar uma nova consciência corporal, a nutricionista Giovanna Arcuri oferece aos seus clientes o Detox - novo programa que consegue transformar as curvas do corpo em apenas 21 dias. Além perder peso, por meio da reeducação alimentar, o paciente percebe uma melhoria sensível na pele, nos cabelos e no funcionamento do intestino.

 

O nome Detox veio da ideia de desintoxicar o organismo: “procuramos eliminar tudo aquilo que é desnecessário e, aos poucos, reinserimos alguns elementos. O importante é fazer o paciente perceber que é possível comer melhor, sem depender de alimentos gordurosos, que não trazem benefício nenhum ao corpo”, explica Giovanna. O programa tem duração de 21 dias e conta com acompanhamento nutricional funcional.

 

Como qualquer dieta séria e idônea, o cardápio do Detox tem restrições: laticínios bebida alcoólica, refrigerante, fritura, café, proteína – na primeira semana – e várias outras tentações. Quem já fez garante que o resultado é para toda a vida. Muitos abandonam para sempre os maus hábitos e aproveitam as vantagens de ter uma saúde de ferro – além da boa forma, a nova rotina permite um envelhecimento mais lento e uma vida mais disposta.

 

Ao contrário das dietas convencionais, o Detox não se baseia na contagem de calorias. Giovanna explica que a diferença está na escolha e na combinação dos alimentos certos: “cada item que colocamos no prato precisa ter um propósito – se ele tiver uma função definida, mesmo que seja calórico, será melhor para o metabolismo e ajudará na perda de peso, além de equilibrar todo o organismo”. Para quem tem medo de perder o prazer da comida, a nutricionista garante que as refeições são variadas e saborosas. “O que faz a diferença é o fato de trocarmos as calorias vazias por alimentos que realmente valem a pena”.

 

Na primeira semana, são eliminados quatro grupos de alimentos: carnes, lácteos, glúten (que é a proteína do trigo) e gorduras, como doces e frituras. Na segunda semana, é incluída a proteína branca, que é mais leve. Por último, é reinserimos na alimentação a proteína vermelha, ovos e iogurte. De acordo com as especialistas, o cardápio elimina alimentos que possam causar alergias ou dificultar a digestão. Além disso, elas lembram que nenhum excesso é bom para o organismo, por isso é feito um rodízio. “Assim, evitamos também que a alimentação se torne desinteressante”, lembra Giovanna.

 

Ao final do programa, o paciente sente que ganhou muito mais qualidade de vida: as melhoras vão desde o emagrecimento até a sensação de bem-estar, tranquilidade, melhora no sono, pele, cabelo e retenção de líquidos. É importante lembrar que o personagem principal dessa transformação é o próprio paciente, afinal, ele deve estar disposto a encarar sua saúde de uma forma totalmente nova. Para Giovanna, os benefícios são tantos que o paciente dificilmente volta a se alimentar como antes.

 

Outra ferramenta do trabalho de Giovanna é a bioressonância, que faz o diagnóstico e tratamento dos desequilíbrios energéticos, indicando estados inflamatórios ou degenerativos  dos órgãos e tecidos. “O exame de uma de minhas pacientes relatou que ela tinha alergia ao maracujá. E a partir deste resultado, ela descobriu o motivo de sua enxaqueca”, finaliza a especialista.

 

Fonte: Giovanna Arcuri, nutrciionista.

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias



Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário