1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes


Energias para 2012: O que podemos esperar do novo ano

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Mais um ciclo se fecha e outro se inicia. Hoje pela manhã em meditação, recebi a seguinte orientação sobre as diretrizes para o próximo ano: vamos agradecer o ciclo que se fecha com alegria porque se finaliza mais uma etapa da vida, e vamos receber o novo ciclo com alegria porque poderemos fazer tudo melhor dessa vez com as experiências adquiridas.

É assim que pensam os seres de luz. Amor, alegria, otimismo. E, no caso de seres de luz, o pensamento deles se derrama sobre nós como energia, por isso é tão importante as práticas espirituais. Cada vez que elevamos o pensamento entramos numa sintonia de maior luz e compreensão e assim alcançamos uma maneira mais otimista, mais feliz para olhar e viver a vida. E em especial para 2012 vamos precisar muito dessa visão aberta, espiritual e otimista, porque a regência do ano não será nada fácil. Aliá gostaria muito de dizer que será um bom ano, que as coisas vão fluir naturalmente e que seremos felizes. Mas não é assim que a vida funciona e às vezes é tempo de crescer, de mudar, de colocar à prova tudo o que já sabemos.
Porém, também não é correto nos deixar levar pelo pessimismo, pois, afinal, seja qual for a influência planetária, numerológica ou espiritual tudo vai depender de nós, de nossas atitudes, de nossas reações.

Visitando o tarot, veremos em 2012 duas referências importantes na exaltação do jogo de cintura, no aprendizado com mais leveza. O Arcano número 2 “A Sacerdotisa” que traz a gestação de idéias e sonhos, projetos e habilidades, sustentado pelo arcano 20 “O julgamento”, que faz que repensemos constantemente as idéias e os sonhos. Em 2012 porém aparece em destaque o Arcano 12, O enforcado, que trás a mensagem do aprisionamento e ao mesmo tempo da lição do desapego. Como vocês já devem saber, o enforcado é representado por um homem pendurado de cabeça para baixo seguro pelas pernas com as mãos para trás. Nesta sintonia, somos convidados a olhar o mundo sob uma outra ótica, buscando nessa visão diferente as referências. O que pode parecer a princípio um convite para uma bagunça, para uma energia ruim meio caótica, até pode ser mesmo muito complicado para aqueles que desejam ardentemente controlar a vida.

Neste ano, vamos ter que nos deixar conduzir, vamos ter que praticar a entrega, mas vocês já fizeram yoga? Já experimentaram alguma vez se colocar de cabeça para baixo? Imagino que pelo menos quando crianças já experimentaram se colocar assim, não é?
Pois bem, olhar a vida de outra maneira, compreender que não dominamos as coisas e, ao mesmo tempo, observar que existe uma importante lição de criatividade, de desprendimento nessa vibração nos ajudará a percorrer melhor este ano, que está também com a regência astrológica da Lua e sua instabilidade, emoções exaltadas, e até estados depressivos. Mas de onde nasce a depressão se não do desejo frustrado de controlar a vida e os resultados? E se nos permitirmos olhar o mundo que nos rodeia com mais aceitação?

Posso dizer que venho há muito tempo pensando, refletindo sobre aceitação e descobri que, ao contrário do que parece à primeira vista, aceitar as coisas é uma atitude dos fortes, das pessoas que trabalharam a força interior e a sabedoria. Trata-se de um poder conquistado com muita dedicação ao desenvolvimento intelectual, a criatividade, a possibilidade de fazer diferente, de ousar.

Enquanto a força, as reações instintivas dominarem a nossa vida estaremos em guerra, em conflito, contrariados, porém, no momento em que nos abrirmos para observar o mundo à nossa volta sob todos os ângulos, com certeza, descobriremos uma estratégia saudável para nos arrumar e viver com mais alegria.

Somando-se 2+0+1+2=5 chegamos ao “A Papa” e a mais uma importante informação sobre o próximo ano que é a conexão com o espiritual, e também um pedido de uma atitude reverente frente a vida. O sumo sacerdote está ai para nos ensinar a manter o equilíbrio, cultivar o silencio interior, e a nos voltar a pratica espiritual. Atitudes importantes para enfrentar os desafios. Acho que ainda que tenhamos que trabalhar, lutar pelas conquistas materiais, em construir a nossa história, carreira, e marcar o nosso lugar no mundo, precisamos desenvolver uma grande sabedoria para lidar com as adversidades. E 2012 nos conduzirá a este estudo, e a esta prática.

Os Mestres ensinam que os impulsos nascem conosco, já a sabedoria, a visão expandida, a atitude estratégica e política, no bom sentido, precisam ser desenvolvidas ao longo da nossa caminhada. Pois, afinal, qual o valor de lutar, brigar, responder impulsivamente? Se depois teremos que conviver com os desafetos que criamos?

2012 não trará um momento fácil, mas não significa que trará o conflito. A energia do ano faz aflorar aquilo que está dentro de nós, e traduz aquilo que está pairando no inconsciente coletivo, lembrando que escolhemos a nossa conexão.

O pedido do astral é olhar o mundo com outros olhos, ver a vida de uma maneira diferente. E podemos concluir que já vemos situações diferentes acontecerem, foram conflitos e mudança de poder em vários países, transformações e interesses apontando para a necessidade do desenvolvimento sustentável para criar um mundo melhor, mais humano, menos materialista. Porém, isso tudo dependerá de cada um de nós, e de nossas atitudes.

Lembrando do enforcado, vale perguntar o que será que ele precisa soltar de suas mãos para tê-las livres e se desprender?


Desapego é fundamental. Muita luz e sabedoria para você!


Fonte: Maria Silvia Orlovas
E-mail: morlovas@terra.com.br

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias



Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário