1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes


Horóscopo Lunar: Veja como as fases da Lua influenciam o seu signo

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Por Assuramaya,

 

A Lunação representa a vida de um arquétipo, ou, melhor dizendo, a vida de um arquétipo é gerida por uma lunação determinada. Todos os anos e pela vida afora, ocorre uma Lua Nova em cada uma das doze casas de um horóscopo individual.
A Lua Nova em uma casa determinada indica a concepção de uma idéia, a qual durante os sete primeiros dias terá seu desenvolvimento expresso no plano abstrato.

No 1o dia, por exemplo, a Lua Nova na 6ª casa, a idéia nasce e o indivíduo está diante de uma nova opção de trabalho ou simplesmente se descobre sobre uma nova concepção de idéia. Quando a Lua atinge a 2ª casa (2ª da 6ª), esta idéia toma forma ainda no plano abstrato, se corporifica em suas dimensões variadas, mas ainda não se expande além dos limites ideais. Na 3ª da 6ª, a Lua forma uma sextilha com o sol e há uma necessidade de expandir ou comunicar, exteriorizando o ideal; (mas aí a luz encontra-se na 8ª radical). O indivíduo experimenta a idéia entre as pessoas mais íntimas como que exigindo um sigilo para que a mesma não transcenda.


Logo em seguida a Lua passa para a 4ª do Sol, que é o útero da idéia, e durante um período de mais ou menos dois dias e meio a idéia, que já tinha nascido, se corporificado, sido aferida na 4ª casa ela sofre um processo metabólico, experimentada em seus limites perigosos é questionado; se essa idéia passar deste período e acompanhar a Lua na 5ª casa do Sol, atingirá nesse ponto o trígono crescente ou um dos vértices do triângulo a que pertence.


Nesse ponto, a idéia atinge o momento em que pode ser experimentada no mundo concreto (é o momento marketing), após o qual o indivíduo se conscientiza de que a idéia é boa e pode ser aproveitada.


Vem a fase seguinte, a 6ª do Sol, quando começa todo um plano de trabalho e as atividades se voltam para o lançamento solene que ocorrerá na 7ª do Sol, ou Lua Cheia, propício para lançar no mundo material esta idéia que nasceu 14 dias antes, germinou e cresceu dentro do método natural.


Esta idéia terá pleno êxito? A convicção é imprescindível para este êxito.
A idéia foi arquitetada, gerada e concretizada. Resta-lhes vida longa ou efêmera conforme a convicção de quem a engendrou.


Logo depois vem a 8ª do Sol, as vezes uma idéia vibrante, vigorosa, plena; de repente perde seu vigor e se desvanece. É a fase mais perigosa para o arquétipo ou plano ideal.


Novamente aí a idéia é questionada em sua validade, tanto do ponto de vista interno como no plano exterior. As investidas de fora são no sentido de atenuar, de desvanecer.


Ultrapassada esta fase, a idéia se expande em plenitude, vencendo os limites naturais, universalizando-se na 9ª casa do Sol.


Deste modo a idéia consubstanciada pelo intelecto cresce em relação à comunidade à qual pertence. A idéia é projetada, conhecida, valorizada. Em contrapartida, nesta casa termina o seu período de vida, porquanto nos momentos seguintes o arquétipo se dissolve para, no campo ideal, dar lugar a outros que virão com a Lua Nova seguinte.
Começa aí o minguante, fase em que o espírito ou proposta da casa Solar em pauta se recolhe ao seu substrato mais íntimo.
 
A Conjunção
 
O que é área combusta de um planeta em conjunção com outro?
Suponhamos o Sol e a Lua quando estão afastados cerca de 8º antes e 8º depois. A lua estará em conjunção com o Sol. A conjunção de dois planetas se dá quando eles se encontram no mesmo grau, mas há uma diferença entre a conjunção do planeta rápido que se aproxima e do planeta rápido que se afasta. Os chamados trânsitos ocorrem quando um planeta se aproxima ou se afasta do outro. Conseqüentemente dividiremos essa conjunção em:
.     conjunção propriamente dita
.      área combusta e
.     conjunção plena.
 
A conjunção propriamente dita tem um orbe de 16º, podendo ser conjunção anterior ou posterior. A conjunção anterior ocorre quando o planeta rápido está na faixa de 8º antes do planeta lento, com o qual vai se conjugar; após ocorrer a conjunção (no mesmo grau), vem a conjunção posterior quando o planeta se afasta até 8º.


O diâmetro da Lua é de 33 minutos de arco. Quando a Lua se aproxima do Sol a uma distância igual ao seu diâmetro (33’), ela entra na faixa combusta (fica queimada pelos raios solares) que dura até que o bordo da Lua toque o bordo do Sol. Quando o diâmetro da Lua e do Sol coincidem em longitude, termina a via combusta anterior.
Aí temos a conjunção plena, que ocorre quando o bordo da Lua coincide com o bordo do Sol. O cume da conjunção plena é o instante exato da Lua Nova. Ex.: 13/4, foi às 12h50min.


No momento em que a Lua e o Sol se encontram no mesmo grau de longitude, seus diâmetros coincidiram numa linha reta. (O diâmetro polar luni-solar formou essa linha). A partir daí a conjunção plena posterior continua (a Lua afasta-se, ultrapassando o Sol), vindo a via combusta posterior até que a Lua se distancia totalmente do Sol, ou até que os bordos dos dois luminares se afastam. Finalmente ocorre a conjunção propriamente dita (8º). Portanto, a conjunção se divide em três partes:
 
1)      Conjunção Propriamente Dita
 
quando a Lua se aproxima do Sol num raio de 8º antes e 8º após a conjunção plena. (Anterior e Posterior).
 
2)      Faixa ou Via Combusta
 
período da lunação quando a Lua se aproxima do Sol à uma distância igual ao seu próprio diâmetro até tocar o seu bordo com o bordo do Sol. Esse período tem a duração aproximada da 1h06min. Divide-se em Via Combusta anterior e Via Combusta posterior.
 
3)      Conjunção Plena ou Lua Nova Plena
 
começa quando o bordo da Lua penetra o bordo do Sol, atingindo o cume quando Sol e Lua se confundem na mesma longitude, ou seja, os diâmetros ou eixos polares formam uma reta, prosseguindo até que comece o afastamento, quando os bordos dos dois luminares deixem de se tocar. À partir daí, tem início a Via Combusta posterior com cerca de 1h06min. de duração e em seguida, a conjunção propriamente dita posterior, até que a Lua se afaste do Sol cerca 8º.
 
Análise da Conjunção dos Luminares
 
Sabendo que a Lua Nova é astral, oculta, espiritual. É relacionada com a liberação e elaboração de arquétipos (é a alma da idéia, o conjunto de todas as idéias da Cosmogênese a serem elaboradas; o protótipo de uma idéia).
A Lua, antes de ser nova, tem todos os arquétipos da Cosmogênese.
Elaboração:
Conjunção Plena – vai para o útero
Nova Anterior – elaboração no plano arquétipo
Nova Posterior – gestação da idéia
Crescente – toma forma
Cheia – momento culminante. Inauguração de Empresa...
 
“As promessas da neomênia (Lua Nova) se concretizam no plenilúdio (Lua Cheia)”.
O dia da Lua Nova é universal! Existe a Lua Nova transitante, geral, que ocorre no calendário. Esta é para a Humanidade e para os animais, indistintamente. Mas nós, humanos, não somos mais animais no meio de uma comunidade racional, temos uma Lua Nova Individual.


O que é um Mês Lunar? O Calendário judeu começa com o mês lunar, com a Lua Nova. Todo mês tem sua Lua Nova; a cada ano temos 12 lunações, uma em cada signo e a Lua dará a volta no Zodíaco, encontrando o Sol no signo seguinte. Temos uma Lua Nova de Áries, a próxima será a Lua Nova de Touro e assim sucessivamente. A Lua Nova é o período que vai de uma Lua Nova à Lua Nova seguinte. São quatro fases:
-         7 dias de Lua Nova, mais algumas horas
-         7 dias de Lua Crescente, mais algumas horas
-         7 dias de Lua Cheia, mais algumas horas
-         7 dias de Lua Minguante, mais algumas horas
 
São 29 dias e algumas horas, o total da lunação. Nós nascemos em um dia de lunação. Qualquer que seja esse dia (2º, 3º, 24º, 28º), o  mês lunar começou no ponto x. Que ponto x foi esse? O dia da Lua Nova. Chama-se “Ponto do Arquétipo” é o dia chave do seu nascimento.
A última Lua Nova ocorre no grau zodiacal da Lua Nova anterior ao dia do nascimento...
Tudo tem seu início na Lua Nova, cresce no Crescente e atinge o apogeu na Lua Cheia.
Se ocorreu uma Lua Nova em 2º de Libra e outra em 1º de Escorpião e o indivíduo nasceu em 0º 30`de Escorpião, a Lua Nova dele será a de Libra.
Ex.: Se uma pessoa tiver nascido às 14h., e às 15h. houve uma Lua Nova, a Lua Nova seria a anterior...
A Lua Nova no Ponto do Arquétipo: é o conjunto dos arquétipos que estão à sua disposição. Você pode trabalhar todos eles se você for um gênio, ou pode trabalhar poucos, se você for uma pessoa displicente. Um indivíduo ocioso não vai progredir, crescer.
Como encontrar a Lua Nova?
Um planeta está em trígono, quadratura ou sextilha, quando ele forma aspectos com outros planetas.
Suponhamos a seguinte situação: um senhorio, proprietário de um imóvel, estando em má situação financeira e querendo vender seu imóvel para resolver seus problemas, prejudicará o inquilino que sofrerá também esta difícil situação se ele não possui dinheiro para pagar um aluguel mais caro.
Mas se o senhorio estiver bem financeiramente, possui diversas propriedades, o inquilino estará tranqüilo.
Então, quando um planeta hospedeiro estiver bem aspectado, o seu hóspede receberá o aspecto por via reflexa. Igualmente acontecerá com os aspectos negativos.
O aspecto reflexo é sempre em relação ao aspecto acidental.
Ex.: A Lua fere Urano através de Marte. A Lua fere Marte que é hospedeiro de Saturno, então a Lua fere Saturno (reflexo da 2ª geração). Urano é hospedeiro de Marte porque este é o regente de Aquário. O hospedeiro da Lua é Vênus, porque este é o regente de Touro e a Lua está em Touro.


Às vezes, em Astrodiagnose, o aspecto reflexo determina uma enfermidade difícil de ser encontrada, nos descobriremos isso.


Quem é o hospedeiro de Mercúrio? O Sol forma aspecto com Mercúrio, mas através de Saturno, que é seu hospedeiro, o Sol está em sextilha com Mercúrio.
A Lua fere Urano por quadratura através de Marte. Marte é “inquilino” de Urano, estando muito ferido pela Lua e transfere esta aflição da Lua através da condição de hospedeiro.


Os aspectos reflexos são relacionados só com as casas astrológicas.
Lembre-se que as afinidades fundamentais, afinidades acidentais e afinidades essenciais são sempre relacionadas com o Horóscopo Individual.


Quando Marte for tomado como exemplo, a Lua fere Marte. Quando se tomar a Lua como significador, ela estará ferida. Em princípio é isso que acontece.
Quando se tomar Marte, analisando a casa 1 (ascendente), Marte estará ferido pela Lua. O significador é sempre o atingido. Então a Lua fere Urano através de Marte, que é hospedeiro. É a situação do mal inquilino numa dificuldade qualquer, atingindo seu senhorio.


Outro aspecto: o planeta Saturno está ferido pela Lua através do aspecto reflexo da Marte. A Lua fere Marte que é o hospedeiro de Saturno.


Os aspectos reflexos podem ser de 1ª geração, de 2ª e, às vezes de 3º geração.
Ex.: A Lua fere Marte que por sua vez fere Urano (hóspede de 2ª geração).


A Lua fere Marte que transfere para Saturno (hóspede de Marte) 2ª geração. Então Saturno e Urano são de 2ª geração.
 

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias



Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário