1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes


Arquitetura do bem-estar: Veja que medidas adotar para evitar problemas como umidade, mofo, cupins, ácaros e bactérias

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

"Uma casa saudável é aquela que recebe sol, tem boa ventilação e é fácil de limpar com pano úmido e aspirador", resume o imunologista Fábio Morato Castro, vice-presidente da Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (Asbai). Acostumado a tratar pacientes alérgicos, o especialista afirma que essas características do ambiente doméstico são o melhor meio de eliminar ácaros, fungos e bacteria’s - principais causadores de asma, rinite e bronquite.

A arquiteta Rosana Ferrari, presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil, regional São Paulo (IAB-SP), confirma a receita. "Grande parte da responsabilidade para o bem-estar dentro de casa é do arquiteto, que deve obedecer regras sanitárias e conduzir o projeto de forma a obter ambientes saudáveis", enfatiza. Daí o cuidado com a impermeabilização do solo e das paredes e a atenção redobrada com a qualidade do ar. "Não adianta só fazer aberturas na casa. É preciso posicionar as janelas e portas de forma a favorecer a ventilação cruzada. O ar tem que entrar por um lado e sair por outro, renovando a atmosfera e removendo ácaros, fungos e bactérias", esclarece a profissional. Outro poderoso agente esterilizante é o sol. Você já ouviu falar que a casa ou o apartamento precisam ter face norte?

É justamente para garantir a insolação adequada da construção. Se o imóvel tem a orientação correta, significa que a maior parte de suas janelas esta rá de frente para o norte (e receberá a luz e o calor do meio-dia), o leste (da manhã) ou o oeste (da tarde).
A arquiteta Juliana Boer, da Cria Arquitetura, escritório de Campinas especializado em construção sustentável, chama a atenção ainda para os acabamentos: "Evite tintas e colas à base de solventes, que são agentes irritantes. O ideal é usar produtos à base de água ou esperar de 15 a 20 dias para a mudança", aconselha. "Após esse período, a parcela mais
pesada das substâncias tóxicas já evaporou", justifica.

XÔ, AR VICIADO!
Renovar o ar é o primeiro passo para tornar um ambiente agradável. Por isso, o ideal é abrir as janelas pela manhã e deixá-las assim pelo máximo de tempo possível. Quando necessário, pode-se aumentar a ventilação artificialmente por meio de sistemas de exaustão, ventiladores de teto e circuladores de ar. Purificadores ajudam a eliminar as partículas em suspensão. "Mais próximo do horário de dormir, você pode ligar o aparelho no quarto e fechar o ambiente por um tempo", aconselha a bióloga Julinha Lazaretti, sócia-proprietária da Alergoshop. Plantas como a espada-de-são-jorge ajudam a filtrar o monóxido de carbono e produzir oxigênio. "Mas é importante que os vasos não fiquem no quarto porque, à noite, a planta faz exatamente o contrário: absorve oxigênio e libera gás carbônico", ensina Juliana Boer.

COMBATE AOS ÁCAROS
Cerca de 30% da população mundial sofre de rinite, e aproximadamente 10%, de asma. Os ácaros são os maiores inimigos dessas pessoas. Esses micro-organismos gostam de se esconder em lugares escuros, quentes e que ofereçam alimento (células mortas), como colchões, travesseiros e carpetes. Para uma limpeza eficaz, no entanto, bastam pano úmido e aspirador. "Mas prefira os equipamentos com filtro Hepa ou que tenham a água como filtro. Nesses modelos, a sujeira fica retida e não retorna à atmosfera", aconselha o médico Fábio Morato Castro. Em São Paulo e no Rio de Janeiro, a empresa Rainbow aluga aspiradores de pó com filtro de água por 100 reais, a diária. Capas antiácaro para o colchão e travesseiro são um ótimo investimento. Elas barram os minúsculos intrusos e basta lavá-las a cada seis meses.

FIM DO MOFO
Para manter a casa livre de umidade e, consequentemente, do mofo, os desumidificadores são grandes aliados. Há um modelo para cada necessidade. Sachês à base de sílica absorvem a umidade de espaços pequenos, como gavetas e armários sob a pia, desumidificadores de tomada ajudam a resolver o problema dentro de armários e aparelhos mais potentes são capazes de retirar até 12 litros de água do ambiente por dia. "Vale ainda passar tinta antimofo no teto do banheiro, área propensa à proliferação de fungos", diz a arquiteta Juliana Boer.



FONTE: Kátia Stringueto - Casa Claudia

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias



Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário