1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes


Mapa Astral Revelado: Saiba tudo sobre os mistérios do seu signo e ascendente

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

O mapa astrológico dos nascimentos é uma espécie de linguagem secreta que se baseia em códigos especiais.


A crença na influência das estrelas na vida das pessoas data do início da pré-história até aos nossos dias. Milhões de pessoas acreditam que o destino foi traçado no momento do nascimento, segundo a localização no mapa astrológico dos nascimentos. A crença na influência das estrelas na vida das pessoas data do início da pré-história até aos nossos dias.

O mapa astrológico dos nascimentos é uma espécie de linguagem secreta que se baseia em códigos especiais. A análise do mapa de nascimento é feita através da descodificação destes códigos, tendo em conta a localização dos planetas e de certos factores celestiais de um certo momento, bem como da compreensão de todas as combinações possíveis.

Os planetas, que estão relativamente perto da Terra, são analisados como pano de fundo de milhões de estrelas existentes no espaço, consideradas como fixas para fins astrológicos.

À medida que os planetas se movem nas suas órbitas fixas em torno do Sol, cada mês revela um segmento diferente do pano de fundo das estrelas que constituem o Zodíaco que é o cinto das constelações que rodeiam a Terra. O Sol “desloca-se” de um para outro (porque na astrologia, é considerado um planeta).

O número de combinações e os pontos de intersecção entre os diferentes componentes do mapa de nascimento, com o objectivo de analisar a personalidade e predizer o futuro, é dinâmico e infinito.

Aquando do nascimento, o Sol, por exemplo, pode ser localizado em qualquer um dos doze signos do Zodíaco e em qualquer uma das doze casas do mapa astrológico, e criar aspectos positivos ou negativos (ângulos) com os planetas ou outros pontos de intersecção (como o horizonte, o pôr-do-Sol, a altura do céu, etc.).



Além do Sol, deve-se interpretar a localização de cada um dos planetas e de outros factores celestiais, tendo em conta os símbolos que são atribuídos a esses planetas, os aspectos, as qualidades (elementos), as casas, a capacidade de controlar, e a integração de todos esses factores na grande teia.

O mapa astral de nascimentos é um diagrama que traça a localização precisa dos planetas aquando do nascimento. Acompanha a pessoa durante a sua vida. Além disso, o mapa de nascimento de uma pessoa pode ser comparado ao de outras pessoas para verificar compatibilidades comerciais ou interpessoais, entre outras.

Cada um dos doze signos do Zodíaco representa características particulares e únicas de comportamento e de desenvolvimento humano em termos conceptuais, emocionais e físicos. Cada signo constitui uma categoria separada; ou seja, existem propriedades especiais que caracterizam os signos, mas o reforço ou o enfraquecimento das propriedades depende da combinação de outros factores do mapa.

A forma mais comum da astrologia concentra-se nos signos do Sol. O local onde o signo do Sol aparece determina o signo do Zodíaco que é atribuído a uma certa pessoa. Por exemplo, o signo de uma pessoa que nasceu num dia em que o Sol estava localizado em Escorpião, no mapa astrológico é Escorpião, apesar do facto da Lua, do horizonte e de todos os outros planetas estarem localizados em outros signos.

O signo do Sol em termos de análise astrológica não é uma informação específica, mas uma linha de características que varia das positivas às negativas. Isto significa que todas as pessoas que pertencem a um determinado signo do Sol partilham um vasto conjunto de características próprias desse signo, e cada pessoa tem algumas dessas características. Este facto explica a razão de haver grandes diferenças entre pessoas do mesmo signo.


Cada signo pode ser dividido em três, o que permite a elaboração de uma análise mais detalhada. Além disso, cada dia do ano tem as suas características particulares, o que significa que o aniversário da pessoa tem características que devem ser acrescentadas ao horóscopo geral.

Os signos do Sol, quando utilizados em separado, formam a base dos horóscopos particulares que dividem simplesmente a população mundial em doze grupos, segundo a data de nascimento, e prevê o respectivo futuro para a próxima semana, próximo mês ou ano. A utilização dos signos do Sol produz apenas um horóscopo que se baseia em cerca de quarenta por cento das influências dos planetas.

O signo do Sol determina a energia básica que influencia a pessoa. Sob a influência da energia de Escorpião, por exemplo, que expressa a necessidade de transformação, poder, intimidade, e uma profunda compreensão da alma, a pessoa agarrará as coisas que representam essas energias ao longo da sua vida. Além disso, essa pessoa poderá objectivar profissões como a medicina ou a psicologia, brincam com o oculto, ou podem exercer um controlo sobre os outros.

A astrologia moderna opera de acordo com os fluxos de energia e com a tomada de decisões. As estruturas básicas do código podem ser definidas numa infinidade de cenários.

Em contraste com a astrologia tradicional, por exemplo, que interpreta um certo aspecto difícil como “fatal”, a astrologia moderna tende a ver o mesmo aspecto como algo que está à altura do lado difícil da personalidade, com o qual a pessoa deve lidar para se desenvolver, pois tem a capacidade de escolher um ponto de vista positivo que lhe permite ultrapassá-lo, ou um ponto de vista negativo, deixando-se derrotar com os obstáculos e abandonando tudo. Esta capacidade de escolha vai-se repetindo ao longo da sua vida em outros campos de acção dinâmicos.



Por outras palavras, as influências cósmicas que podem ser identificadas no mapa astrológico determinam uma estrutura definida de dados e indicam o esforço empreendido na obtenção dos resultados desejados. No entanto, na análise final, é a própria pessoa que é responsável pela sua vida, e é sempre ela que decide como actuar.

Em todos os mapas de nascimento, aparecem os signos, os planetas (com os respectivos símbolos astrológicos), as casas (os doze segmentos de duas horas que constituem um dia — o tempo necessário que a Terra necessita para girar, uma vez, no seu eixo), e um grande números de aspectos. A diferença entre os mapas reside na diferente difusão dos planetas em relação a uma dada estrutura dos doze signos e em combinações especiais que são únicas a cada mapa de nascimento.

Para predizer o futuro, é necessário um mapa astral de nascimento pessoal, no qual foram calculados os dados exactos de acordo com o momento exacto e o local de nascimento. No entanto, o signo do Sol — o Signo do Zodíaco — também pode fornecer muitas informações sobre as características e as tendências da pessoa. Em conjunção com a posição dos planetas e com a localização das diferentes Casas, muito se poderá descobrir sobre a pessoa.

António Rosa

Editor da Editora Anjo Dourado
Escola de Astrologia Nova-Lis
Do sapo.pt
 

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias



Comentários

  • #1 alan carlos dos santos
    04/10/2011 15:18

    magnífico!

Deixe seu comentário