1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes


Serviço Florestal promove curso de manejo: Objetivo é qualificar representantes

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Um grupo de 15 pessoas, entre conselheiros de unidades de conservação e representantes de prefeituras do Pará, participaram no final de julho do curso de manejo florestal no Instituto de Floresta Tropical (IFT),em Paragominas, Pará. A capacitação é promovida pelo Cenaflor, do SFB e é viabilizada pelo Componente 1 Manejo Florestal Sustentável do Projeto BR-163 – Floresta, Desenvolvimento e Participação. Nesta edição, as aula tiveram representantes de Alenquer, Cachoeira Porteira, Jacareacanga, Porto de Moz, Rurópolis, Santarém e Terra Santa.

Desde o começo do Projeto BR-163, já passaram pelas aulas do IFT mais de 400 participantes em capacitações para públicos distintos, com alunos da Escola Estadual Tecnológica do Pará (EETEPA), trabalhadores e empresários do setor madeireiro e servidores públicos. No final de junho deste ano, 29 alunos da Universidade do Oeste do Pará (Ufopa) fizeram o curso Gerenciamento em Manejo Florestal e Exploração de Impacto Reduzido.


Conhecimento para municípios

A capacitação para integrantes de Conselhos Consultivos teve a presença da secretária de Meio Ambiente e Turismo de Altamira Zelma Costa, que também é conselheira da Flona de Altamira. Ela disse que foi uma oportunidade de receber subsídios técnicos, pois em seu município, também conhecido como Terra do Meio, há 11 milhões de hectares em UCs.

Na Flona de Altamira serão licitados 380 mil hectares para a produção sustentável de madeira. “Haverá editais para a comercialização de produtos madeireiros e não madeireiros, e nós, gestores, precisamos de conhecimento para ter mais precisão nas tomadas de decisões, principalmente em relação ao cumprimento dos editais”, afirma Zelma.


O chefe da UR do DFS da BR-163 do SFB, Fernando Ludke, destaca: “nosso objetivo é que o município acompanhe a exploração e saiba que a condução do trabalho está sendo feita de forma racional. Serve, principalmente, para um controle participativo da qualidade do trabalho”.


A zootecnista da Prefeitura de Novo Progresso e técnica do sindicato dos produtores rurais da cidade, Fhiorelha dos Santos, também estava na turma. Para ela, será interessante repassar às comunidades o conhecimento adquirido, “demonstrando como o manejo pode ser feito”.


Fhiorelha acredita que o manejo também é chave para reativar a economia madeireira na cidade, situada às margens da BR-163, onde várias serrarias ilegais foram fechadas. “O manejo só vem a somar para a regularidade e para gerar emprego e renda para o município”, resume.    

                       




Serviço:

Organização: Centro Nacional de Apoio ao Manejo Florestal (Cenaflor), com apoio da UR BR-163 do Serviço Florestal Brasileiro e Projeto BR-163 – Floresta, Desenvolvimento e Participação, através do Componente 1 – Manejo Florestal Sustentável

Local:Centro de Treinamento “Roberto Bauch”, do IFT – Instituto Floresta Tropical, Paragominas, Pará

Data: 15 a 20 de agosto de 2011

 

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias



Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário