1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes


SEMANA DAS NOIVAS: Dicas para prevenir e tratar as olheiras

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Um dos maiores problemas de quem cuida da aparência são as olheiras. As olheiras não surgem apenas como resultado de uma noite mal dormida. Elas normalmente são hereditárias. O  excesso de bebidas alcoólicas, a má alimentação, estresse, cigarro, baixa resistência do organismo, TPM,entre outros, são importantes fatores de acentuação do quadro. Como a pele abaixo dos olhos é extremamente fina e sensível, os vasinhos ficam mais aparentes e o acúmulo de melanina deixa manchas escuras na região, afirma o dermatologista Fernando Passos de Freitas.

As olheiras tendem a  piorar com a idade, pois o sol tem efeito acumulativo  estimulando o depósito de melanina e a flacidez, evidenciando cada vez mais o problema.

Os tratamentos variam de acordo com cada caso. Para quem quer prevenir ou tratar o problema, o dermatologista Fernando Passos de Freitas elaborou algumas dicas:       

COMPRESSAS :
É possível tratar em casa as olheiras passageiras com compressas de chá de camomila gelado. Além deste truque doméstico, há cosméticos criados especialmente para combater olheiras e bolsas.

Laser de Luz Pulsada: Esse tipo de tratamento é ideal para minimizá-las, pois ele age no sistema vascular e na pigmentação da pele. Este aparelho emite um feixe de luz que é atraído pela cor da região escura, causando a fragmentação do pigmento, clareando a pele.

Para fazer o tratamento a laser, os olhos devem ser protegidos para evitar que os raios atinjam o órgão, visto que há risco de uma queimadura ocular. O tratamento requer  4 a 5 sessões e pode causar vermelhidão e inchaço no local nos primeiros dias após o procedimento. Nesse período é fundamental evitar exposição solar para evitar manchas na pele.

Tópicos (CREME/GEL/LOÇÃO):


Outra opção para quem não pretende  submeter-se às sessões de laser,seria optar por tratamentos com ação na drenagem local  e que melhorem a vasodilatação venosa, como: produtos com bioflavanóides (rutina, benzopironas, escina) princípios ativos que aumentam o tônus venoso e diminuem a dilatação dos vasos, já que atuam na microcirculação sanguínea.

Peeling: Os ácidos causam uma esfoliação suave da região com clareamento, mas esse tipo de tratamento é restrito, e depende da avaliação de um médico para evitar manchas ou outras complicações. Porém, em uma versão menos abrasiva, a pessoa poderá recorrer aos produtos despigmentantes, ou seja, que removam o pigmento, como o ácido kójico, fítico e/ou hidroquinona,entre outros.        

Carboxiterapia: A carboxiterapia tem se tornado eficiente para o tratamento das olheiras. Com a infiltração subcutânea de gás CO2 (dióxido de carbono), há um aumento das trocas de oxigênio no local que melhora a irrigação e a nutrição celular. Observa-se também o descolamento físico promovido pelo gás estimulando a formação de novas fibras de colágeno, melhorando a flacidez da pele.

Fonte: Fernando Passos de Freitas, dermatologista

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias



Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário