1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes


Energia Ancestral: Dicas de Radiestesia para evitar energias negativas em objetos antigos

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

        Para a Radiestesia, a ancestralidade é vista com muita atenção numa harmonização ambiental.

        Como exemplo, você recebe como herança um imóvel repleto de móveis antigos que você desconhece a origem, além das coisas pessoais do falecido proprietário. Você deve proceder da seguinte forma: selecione o que realmente pretende usar ou manter, desimpregnando com água do mar ou defumação, e descarte-se das outras coisas para os antiquários ou mesmo para os amantes de antiguidades. Tenha atenção em não distribuir coisas para pessoas da família ou para amigos do falecido, devido à intensidade na afinidade energética. Esta afinidade tem como consequência às vezes, a remanência da energia do falecido com aquele objeto o qual ele tinha apego, como um instrumento musical, um baú, uma roupa, uma caneta. O resultado é às vezes desastroso ou atemorizante. Você já ouviu falar de pianos ou relógios carrilhões antiquíssimos, que mesmo defeituosos ou quebrados, passam a funcionar durante a madrugada, assustando a todos sem uma razão palpável?

      Não quero com isto dizer que uma remanência ou impregnação energética só aconteça com parentes e amigos do falecido, mas sim, que a probabilidade é maior nesses casos devido aos laços afetivos. Para as pessoas que não tiveram o mínimo contato ou nem conheceram o antigo dono daqueles objetos, pode ou não acontecer este fenômeno.

      Certo dia fui chamado por uma família para fazer um estudo radiestésico num apartamento na cidade de Porto Alegre. O que se passava é que algumas pessoas da família viam circular pelo imóvel, o Sr. W, falecido há alguns meses. Após fazer um rastreamento com instrumentos radiestésicos pelo imóvel, observei que no closet do casal havia alguns ternos e sapatos sociais masculinos que sinalizaram não estar com boa energia. A senhora S, filha do falecido Sr. W, declarou que seu marido Sr. J apropriou-se das peças do vestiário por achar que estas foram pouco usadas. Após o descarte de todos os pertences do Sr. W, a ordem e a boa energia voltou a circular no imóvel.

      Outra situação bem tranquila é aquela em que você recebe algum presente de alguém gozando de boa saúde e que logo depois falece. Os presentes recebidos não sofrerão a famosa remanência, por ter chegado às suas mãos como presente, e não como uma herança, com grande carga de desavenças familiares.

      Quanto ao imóvel herdado, existe a necessidade de que se faça uma boa desimpregnação energética antes mesmo da realização de qualquer obra para que as energias possam fluir e tudo correr bem. Há casos na Radiestesia, que sou chamado para neutralizar energias em imóveis que estiveram fechados por vários meses ou até anos, após o falecimento dos ancestrais da família, e que nada acontece para um bom encaminhamento de nova ocupação por outros membros familiares ou mesmo uma venda devido aos inventários demorados e às vezes complicados. O fato é que estes imóveis são batizados como “casas mal-assombradas’, que na realidade guardam os miasmas de um péssimo fluxo energético, ou do sofrimento daqueles que habitaram e morreram no imóvel.

       Para transformar estes imóveis em “casas saudáveis”, descarte-se das coisas inservíveis, mantenha as janelas abertas, luzes acesas ao anoitecer, e faça uma caiação geral nas paredes e tetos com cal virgem, sal grosso, fixador e água, lixe as paredes e aplique as tintas com cores de sua preferência ou aquelas indicadas pelo Feng Shui para trazer bom augúrio para quem for habitar o imóvel. Finalmente aplique a solução de água com anil em todo o piso com o auxílio de um pano úmido e outro seco.

       Utilizo além da desimpregnação com a Radiestesia, uma técnica de ativação energética através do tilintar de um sino tibetano em todos os cantos dos compartimentos, fazendo com que as energias incompatíveis saiam e o imóvel se torne saudável.

         Ao pisar pela primeira vez na casa recém comprada, alugada ou herdada, os novos ocupantes poderão sentir que estão penetrando numa verdadeira armadilha que, com a aparência de uma sólida e bem construída caixa com quatro paredes, soalho e um teto, influirá irremediavelmente em seus destinos, através do aprisionamento das pessoas vindo de uma ou várias redes de forças que podem interferir na felicidade, no estado mental e na saúde física.

    Se você comprar um imóvel que tenha sido leiloado, mesmo que não tenha havido falecimento do antigo proprietário, proceda da mesma forma com a desimpregnação porque a carga de humilhação e do sentimento de perda de quem foi obrigado a vendê-lo é muito grande e prejudicial para quem vai ocupá-lo. Se você sentir-se incapaz de realizar as curas conforme as dicas dadas neste artigo, não ocupe um imóvel antes de ter consultado um especialista que lhe garanta a possibilidade de tornar sua casa saudável e inofensiva.
 


Dirceu Galhardi

Consultoria em Radiestesia, Feng Shui e Cromoterapia
Autor do livro “Feng Shui na Vida Atual”
Harmonizador da cidade do rock com o Feng Shui e a Radiestesia no Rock in Rio 2001
dirceugalhardi@gmail.com

(21)9632-6040 / (22)2655-3963   
 

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias



Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário