1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes


A vida pede mudanças: Saiba quando a essência grita por socorro

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Por Bruno J. Gimenes*

O ser humano pode estar engessado em seus vícios rotineiros de comportamentos, ligado no piloto automático de sua própria ressonância (criada por suas atitudes e escolhas), mas não demora e vai chegar a hora em que sua essência vai “gritar” por socorro. Muitas pessoas vivem vidas inteiras nesse piloto automático. Quando menos esperam, a vida lhes presenteia com situações extremas que lhes fazem repensar tudo, mudar conceitos, reformar padrões, romper barreiras e quebrar paradigmas.

A vida está para nossa essência assim como a água está para o rio. Não adianta fugir da sua missão maior, mesmo que você a deixe de lado. Sua essência vai se manifestar sempre que os interesses do Eu do ego sejam diferentes do Eu da alma. Isso é inevitável!

Durante a vida, em fases específicas, o indivíduo recebe muitas dicas sobre a necessidade de fazer mudanças de rumo, principalmente de reformar as condutas e atitudes. Somente as pessoas mais “antenadas” percebem, escutando a voz da intuição, que é o Eu da alma. Algumas pessoas até escutam essa voz, percebem, mas não têm disciplina e convencimento suficiente para realizarem as mudanças, mesmo porque estão envolvidas em apegos, comodismos, dentre outros obstáculos que ela considera intransponíveis. Já outras pessoas não percebem nada, tampouco realizam mudanças.

São situações mais diversas que acontecem com intenção principal de tirar a pessoa do piloto automático e fazê-la corrigir a rota, pois da maneira que estava indo jamais iria realizar a missão dela aqui na Terra. Esses eventos são considerados, pela maioria, problemas, crises, transtornos, catástrofes pessoais ou coletivas, acidentes e outras ditas desgraças, que carinhosamente chamaremos de “As Flechas dos Anjos”. Esse nome decorre pelo fato de que mesmo que a pessoa não perceba, essas situações têm sempre o objetivo de ajudá-la a reformar seus padrões. Quanto mais drástico e complicado for o evento, mais a pessoa está precisando ter um “choque” de pensamentos. Quando a pessoa vai compreendendo as mensagens por detrás das adversidades, rapidamente pode produzir mudanças importantes. Em conseqüência, as “Flechas dos Anjos” são mais amenas, pois o aluno compreende os ensinamentos.

Resumo: as “Flechas dos Anjos” são sinais ou avisos que indicam que a pessoa precisa fazer reformas em suas atitudes, pensamentos, princípios, valores e conduta.

Alguns Exemplos de Flechas dos Anjos:
- Dificuldades em qualquer área de sua vida;
- Demissões;
- Acidentes;
- Crises conjugais ou de relacionamentos em geral;
- Falta de amizades;
- Parece que as “portas do mundo” estão se fechando;
- Dívidas financeiras constantes;
- Doenças leves constantes;
- Doenças agudas que surgem;
- Dor e sofrimento constante;
- Assaltos;
- Constantes problemas com pessoas ao redor;
- Sofrer fraudes, crimes e outras ações negativas de terceiros;
- Adversidades repentinas;
- Perdas em geral (materiais e afetivas);
- Dá tudo errado;
- Muitas outras situações aparentemente adversas que estimulam o ser a mudar seus conceitos.

* Bruno J. Gimenes (sintonia@luzdaserra.com.br) Escritor autor de 3 livros. Criador da Fitoenergética, palestrante, mestre de Reiki, Karuna Reiki e Sechim(Cura Egípcia).É graduado em Química industrial e Black Belt em Seix Sigma e co-fundador do Portal Luz da Serra.

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias



Comentários

  • #1 suzete renata de oliveira
    14/03/2011 18:12

    olá gostei muito de ler a respeito de:A Vida pede mudanças.parabéns

  • #2 Carol
    31/03/2011 12:50

    Otimo texto.....traz grandes verdades.....todos estamos aqui para aprender, crescer, evoluir e ninguem atinge esses objetivos sem não existirem mudanças em nossas vidas.

Deixe seu comentário