1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes


Alimentos anti-infla: Descubra quais podem ajudar

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Por Redação Bemzen

 

Os alimentos podem ser grandes aliados na batalha contra doenças inflamatórias. De acordo com a nutróloga e médica ortomolecular Liliane Oppermann, alguns alimentos têm o poder de prevenir e combater diversas doenças e disfunções, no entanto também existem alguns alimentos que devem ser consumidos com muita cautela, já que podem anular ou até mesmo agravar o problema. A dieta rica em alimentos anti-inflamatórios pode prevenir e bloquear a inflamação, fortalecendo o sistema imunológico e o equilíbrio de todas as funções básicas do organismo. Para não ter dúvidas, sobre quais alimentos são anti-inflamatórios, a médica Liliane Oppermann preparou uma lista dos alimentos.
 
Tomate - Rico em licopeno, substância responsável pela coloração vermelha, que possui ação antioxidante e está presente também em outras frutas vermelhas, como melancia, goiaba e mamão papaia. O tomate cru tem alto teor de vitaminas A, B e C. O efeito antioxidante do licopeno reduz a presença de radicais livres, protegendo as células da oxidação. Estudos demonstraram que alimentos contendo licopeno reduzem o risco de câncer intestinal, estomacal, da bexiga, do colo uterino, da pele e dos pulmões. O licopeno também previne o surgimento de doenças cardiovasculares, em especial aterosclerose, reduzindo o risco de infarto.

Ácidos Graxos - ômega-3, encontrados no azeite de oliva extravirgem e peixes de águas frias (salmão, atum, sardinha, entre outros). No organismo, estes ácidos são convertidos em substâncias semelhantes aos hormônios, que reduzem inflamações. Os ácidos graxos ômega-6 estimulam a inflamação e os ácidos graxos ômega-3 diminuem o processo inflamatório, explica a nutróloga.

Chá Verde, alho, aveia, cebola, crucíferas (brócolis, couve-flor e repolho), semente de linhaça, soja, tomate e uva são alimentos com substâncias bioativas que tem ação na modulação do processo inflamatório e são antioxidantes. Os alimentos antioxidantes têm o poder de evitar lesões, explica a médica.

Cenoura - Uma das melhores fontes de betacaroteno. Pode ser convertido em vitamina A, vitamina C e ferro. Fortalece o sistema imunológico.

Cebola - A cebola é rica em quercetina (especialmente as roxas), um poderoso antioxidante, um anticancerígeno chamado Alicina, vitaminas A e C e cálcio. A cebola tem o poder de ajudar na regulação da pressão e circulação sanguíneas, tem efeito anticoagulante e aumenta o bom colesterol (HDL), que protege o coração. 

Maça - Fonte de fibras solúveis que auxiliam no controle glicêmico, cálcio, flavonoides, pectina (que auxilia o funcionamento do intestino) e quercetina, um bioflavonoide com propriedades anti-inflamatórias, além de proteger o coração, possuir atividade anticâncer, antiúlcera, antialérgica, e ajudar na diminuição do risco de desenvolver catarata. A combinação dos fitoquímicos presentes na casca e polpa da maçã é responsável por suas propriedades antioxidantes e anticancerígenas. A ingestão regular de maçã também ajuda a reduzir as taxas do colesterol prejudicial (LDL) ao organismo, prevenindo problemas cardíacos.

Tome cuidado com: Batata assada, batata frita, bolos, biscoitos, trigo branco, farinha integral e cream cracker são alguns dos alimentos que apresentam alto índice glicêmico que em vez de inibir a inflamação, estimula.

 

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias



Comentários

  • #1 claudia rodrigues
    28/09/2010 10:05

    Li que a farinha integral compromete. Como devemos então consumir pães? Eu só uso pães integrais light. Tenho alguns probleminhas de intestino, tipo gases e cólicas.Obrigada. Claudia

  • #2 ana maria pereira santos
    03/10/2010 17:31

    a farinha de trigo branca ou integral deve tirada da alimentação diária?

Deixe seu comentário