1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes


Dica de Dieta: Emagreça dormindo: Quem dorme mais, engorda menos, diz pesquisa

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Se você está querendo comer menos lanchinhos entre as refeições, com o objetivo de perder peso, você deve dormir mais durante a noite, segundo pesquisadores da Universidade de Chicago, nos EUA. Em estudo recente, 11 voluntários passaram duas semanas, em laboratório, dormindo cinco horas e meia por noite, fazendo as refeições normalmente e com acesso ilimitado a lanchinhos; três semanas depois, eles voltaram ao laboratório, mas passando a dormir oito horas e meia por noite durante duas semanas. Os especialistas notaram que, quando dormiam menos, os voluntários comiam 220 calorias extras em lanches, principalmente com o consumo de carboidratos no período da noite. E, como os níveis de atividades físicas não se alteravam, essas calorias a mais levavam ao aumento de peso.

A relação entre uma dieta inadequada e o aumento do peso é algo inquestionável há séculos. Mas qual a importância do sono nessa relação?

Curiosos sobre o assunto, pesquisadores do Departamento de Exercício, Nutrição e Ciências da Saúde, da Universidade de Bristol, Reino Unido, realizaram um estudo publicado pela revista Nutrition, em setembro deste ano.

Mulheres gregas, entre 30 e 60 anos, aparentemente saudáveis e que não usavam qualquer medicação, participaram da pesquisa. Procurou-se avaliar a relação entre a duração do sono noturno e a gordura corporal, assim como a quantidade e a qualidade dos alimentos ingeridos na dieta. Após a seleção, as voluntárias receberam um questionário e um diário do sono, este último visando estabelecer o padrão de duração do sono noturno.

Os pesquisadores observaram que o sono noturno se associava negativamente à gordura corporal e o índice de massa corpórea (IMC). Para cada 1 hora de sono perdida, há um aumento de 2,8% da gordura corporal. Contudo, nenhuma associação de boa significância foi observada entre a duração do sono e o tipo de obesidade central, assim como o consumo de gordura ou carboidratos.

Apesar de que os achados negativos, entre a duração do sono noturno e obesidade parecerem evidentes, a mesma correlação entre o consumo preferencial de carboidratos ou de gorduras, não pode ser realizada. Entretanto, vale lembrar que uma dieta equilibrada e a prática de exercícios físicos ainda são os métodos ideais para adquirir um peso adequado, bom sono e uma boa saúde.

Fonte: Nutrition

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias



Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário