1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes


Nutrientes: A importância do ferro para a beleza: Cosméticos não adiantam se a pessoa não se alimenta direito

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Não adianta gastar muito dinheiro em cosméticos se as refeições são pobres em nutrientes. Alimentos ricos em ferro, por exemplo, são essenciais para evitar doenças e manter uma aparência bonita e jovial.

A medicina evolui a cada ano, buscando tratamentos e remédios cada vez mais sofisticados e eficientes, porém, especialistas recomendam investir na medicina preventiva a precisar remediar. Por isso, é primordial usufruir de alimentos ricos em vitaminas e nutrientes essenciais para a preservação do bom funcionamento de todos os órgãos vitais como o ferro, um mineral que, na medida certa, só proporciona benefícios à saúde, à pele, às unhas, aos cabelos etc.

O conteúdo de ferro nos alimentos é relativamente baixo, mas os de origem animal são os mais ricos: fígado, carnes e gema de ovo. O ferro também está presente nos vegetais, porém, em quantidade menor e de absorção mais difícil, destacando-se o feijão, nozes, folhas verdes e cereais integrais.

"Entretanto, não adianta encher o prato de alimentos com alto teor de ferro se não houver certos cuidados para facilitar a sua absorção. A maneira mais usual é ingerir, juntamente com a refeição, sucos de frutas cítricas (laranja, limão etc), pois a vitamina C, por ser um componente ácido, auxilia a absorção do mineral. Da mesma forma, deve-se evitar a ingestão de chás (exceto os herbais) e medicamentos antiácidos dentro das duas horas após a refeição", ensina a médica nutróloga, cosmiatra e professora de Sociedade Brasileira de Medicina Estética, Mercedes Granja.

O ferro é o componente dos glóbulos vermelhos do sangue. A sua falta atinge principalmente os tecidos com alta taxa metabólica, isto é, os que apresentam crescimento mais rápido, como a medula óssea, a pele e seus anexos, que são os cabelos e as unhas e, portanto, estes são os primeiros a darem sinais de disfunção na falta do mineral. Os cabelos crescem vagarosamente e os fios são finos e quebradiços, o mesmo ocorrendo com as unhas.

"A falta de ferro pode causar outros males, principalmente para as mulheres que podem parar de menstruar, pois o organismo tenta "economizá-lo" ao máximo. A carência deste mineral nas células musculares provoca sensação de fadiga e fraqueza, que geralmente são referidas como preguiça. O indivíduo carente pode relatar depressão e perda de apetite", explica a médica.

Funções do ferro
O ferro transporta o oxigênio para todas as células do organismo, garantindo a "respiração" de cada uma delas. Quando há carência do mineral, além da célula não respirar, ela também não tem energia para se livrar das toxinas adquiridas no dia-a-dia, que vão se acumulando até um momento em que ficam completamente "sufocadas", deixando de funcionara. Quando isto ocorre, instalam-se as doenças.

A falta de ferro produz uma doença conhecida por anemia ferropriva, que geralmente é reversível quando se repõem os estoques do mineral.

"Para prevenir a falta de ferro e as doenças consequentes, nada melhor que alimentar-se de maneira balanceada e consultar regularmente um médico, pois só ele tem condições de pesquisar outras causas de perda crônica de ferro, como sangramentos do trato digestivo e urinário que cursam silenciosamente (varizes esofágicas, pólipos intestinais, hemorróidas, doenças renais etc)", finaliza a Dra. Granja.

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias



Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário