Ir para o site

Ir direto para o conteúdo

Blog Bem Zen

Como meditar

Sugiro que inicie sentado. Você pode sentar-se numa cadeira, no sofá, na cama ou no chão. Em qualquer dos locais que escolher é importante manter a coluna ereta para que haja um bom fluxo de energia e da respiração.

As pernas podem estar apoiadas no chão ( no caso da cadeira ) ou cruzadas ( no caso do sofá, cama e chão ). Tanto a cama como o sofá devem ser duros o suficiente para que você mantenha uma boa postura.

Apóie as mãos, voltadas para baixo, delicadamente sobre as coxas.

Incline o queixo levemente em direção ao peito.

Mantenha a atenção na postura, que deve estar ereta, mas relaxada, ou seja, observe mentalmente face, tronco, pescoço, ombros, braços, pernas para que estejam relaxados. Você pode encostar suas costas. No caso de optar sentar no chão sugiro utilizar uma pequena almofada com aproximadamente 10 a 15 cm de altura.

Feche os olhos, apoie a língua levemente no céu da boca ( reduz a salivação ) e concentre-se na respiração. Antes de iniciar, respire lentamente de tres a seis vezes, sem pressa, apenas para relaxar. Depois respire normalmente. Perceba o ar entrando e saindo das narinas, o caminho que ele faz de ida e volta aos pulmões e conte cada expiração. Inspire e ao expirar conte mentalmente 1, inspire e ao expirar conte mentalmente 2 e assim sucessivamente até 10. Toda vez que se envolver nos pensamentos retorne ao número 1.

A concentração na respiração e a contagem são importantíssimas para que você não se deixe envolver pelos pensamentos. Como perceber que está envolvido nos pensamentos? Um bom exemplo e que serve para todas as situações é: se você está meditando e vem o pensamento de que você precisa ir ao supermercado e passa, tudo bem, mas se você começa a elaborar a lista de compras então você está envolvido no pensamento.

A contagem é um grande auxílio para que você se mantenha concentrado, perceba seus pensamentos como um observador, sem se envolver com eles. Através da prática da meditação tomamos as rédeas de nossa vida.

É natural que no início a mente reclame e os pensamentos sejam incessantes, bem como o corpo também reclame da posição, afinal nenhum dos dois está acostumado a ficar quieto, imóvel. Mas com o tempo todos esses incômodos vão passando. É importante lembrar que o tempo varia de pessoa para pessoa, portanto não se cobre ou se imponha metas, apenas continue praticando diariamente, vinte minutos, duas vezes ao dia, pela manhã e a noite. Aos poucos a mente vai se aquietando e os pensamentos silenciando. A partir daí você vai cada vez mais se aprofundando na meditação, ampliando o contato com a sua essência e conseqüentemente com o universo, expandindo a sua consciência e tornando a sua vida muito mais interessante e harmoniosa.

No meu livro você encontra várias formas de meditar e também meditação para relaxar, para curar, além de ter acesso a temas que podem transformar, para melhor, a sua vida, como a percepção da impermanência, a importância de viver no aqui e agora, a felicidade, entre outros.

A minha intenção ao escrever o livro O que é Meditação, ed. Nova Era, foi mostrar a importância da meditação e também que todos podem meditar. A leitura do livro, de artigos e textos contidos neste site e se possível, a participação nas minhas palestras e workshops, podem lhe dar o embasamento necessário para que você inclua o seu nome na sua agenda e pratique regularmente a meditação.

Muita Paz!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>