Ir para o site

Ir direto para o conteúdo

Blog Bem Zen

Dez minutos com um amigo fazem bem à saúde

amigos
fonte: Flickr

De Rachel Costa, da IstoÉ

Estudo revela que mesmo esse pouco tempo na companhia de alguém querido afia a memória, o raciocínio e a concentração

Você está com algum problema para resolver? Tente a solução proposta por pesquisadores da Universidade de Michigan (EUA): dez minutos de conversa com um amigo vão ajudá-lo. “Um simples contato com ele traz benefícios mentais”, afirmou Oscar Ybarra, coordenador do trabalho.
Os pesquisadores analisaram o desempenho de 192 estudantes diante de questões que exigiam boa memória, autocontrole e concentração. Observaram que após dez minutos de contato social prazeroso, eles apresentavam uma performance muito melhor. Ao contrário, não demonstraram melhora logo depois de contato com pessoas com as quais as conversas haviam ganhado um tom mais de competição do que de cooperação.

O estudo é o mais recente de uma linha crescente de investigações sobre o efeito das relações sociais para a saúde. Na Brigham Young University (EUA), por exemplo, os pesquisadores constataram que manter uma boa rede social tem uma influência positiva sobre a expectativa de vida, comparável a de largar o cigarro ou sair da faixa da obesidade. A equipe fez uma meta-análise baseada em 148 estudos que, somados, abarcam mais de 300 mil participantes. A partir disso, foram capazes de determinar que redes sociais sólidas fazem as pessoas ter até 50% menos chance de morrer prematuramente.

Na mesma linha, mas na Acadia University, no Canadá, Lachlan Mc­Wil­liams encontrou uma relação estreita entre redes sociais e problemas cardiovasculares ao analisar as informações dos questionários de saúde de 5.645 adultos. O pesquisador dividiu os participantes entre três perfis de comportamento: os seguros, os reservados e os ansiosos. O primeiro é formado por quem têm facilidade para estabelecer amizades. Os reservados são os que integram grupos sociais mais restritos e têm mais dificuldade para criar relações de confiança. Por último, os ansiosos são os que têm medo constante de ser rejeitados. McWilliams observou que os casos de dores crônicas, infartos e úlceras eram mais comuns entre os ansiosos.

Ter amigos ameniza os efeitos do estresse. “Nada como o abraço de um amigo para baixar o nível dos hormônios que causam a sensação de estresse”, considera Denise Ramos, da PUC/SP. A publicitária Regiane Bonafé, 33 anos, conta com esse apoio. Ela é partidária de estar sempre disponível para conhecer novas pessoas. “Saio várias vezes por semana e sempre encontro gente conhecida. Também aproveito para conhecer outras”, diz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>