Ir para o site

Ir direto para o conteúdo

Blog Bem Zen

Conflitos

Alexandre Bortoletto*

Os conflitos fazem parte dequalquer relacionamento saudável. Pode acontecer com colegas de trabalho,professores ou alunos, cônjuges, pais, filhos ou amigos. O conflito não escolheidade, profissão, classe social: ele pode surgir em qualquer situação deconvivência entre duas ou mais pessoas.

Quando um desacordo não ébem resolvido, pode acabar prejudicando a qualidade de qualquer relação. Seignorada, uma pedrinha que cai meio sem jeito pode começar uma bola de neve.Como os conflitos são percebidos como ameaças a nosso bem-estar, eles permanecemlatentes se não lidamos com eles, causando ressentimento e desarmonia.

Por outro lado, se foradministrada de forma positiva, uma situação conflituosa pode fortalecer o laçode respeito entre os envolvidos. Então, em lugar de gastar sua energia tentandofugir deles, que tal aprender a lidar com os conflitos de forma mais eficaz?

A ProgramaçãoNeurolinguística pode ser uma boa aliada nesse processo. Um de seuspressupostos ensina que o mapa não éo território. Isso significa que encaramoscada situação de forma subjetiva, baseados em percepções influenciadas porexperiências, valores e crenças pessoais. Tentar ver o mundo com os olhos dosoutros é o primeiro passo para aliviar a tensão quando as opiniões batem defrente.

Você se põe na defensivaquando alguém discorda das suas ideias? Outro pressuposto de PNL diz que todocomportamento tem uma intenção positiva. Defender-se quando atacado pode sermuito útil em algumas situações e prejudicial em outras. Ajuste a forma comovocê usa essa sua habilidade e diminua a quantidade de conflito na sua vida.

Há ainda mais um pressupostoque gostaria de comentar, talvez o mais importante em uma situação de conflito:se você continuar fazendo o que sempre fez, continuará obtendo o que sempreobteve. É complicado plantar maçã e esperar colher abóbora. Suas discordânciasevoluem para discussões e desavenças na maior parte das vezes? O problema podenão ser o outro. Na próxima, tente respirar fundo e esfriar a cabeça antes defalar. Finja ser um observador externo e analise a situação de fora.

Você poderá perceber que oconflito não surge apenas quando as partes têm interesses conflitantes. O outrosujeito pode ter a mesma necessidade que você. Ele só quer de forma diferenteda sua.

*Alexandre Bortoletto é instrutor da SBPNL – Sociedade Brasileira de ProgramaçãoNeurolinguística

Categoria: Autoconhecimento

Outono, amareladas e amarelinhas

por Marli Gonçalves

Acabou o verão que não criou moda, mas quase nos escaldou. Chega a estação que nos prepara para começar tudo de novo. Começou o ano. Mas, vamos combinar? Para falar de amareladas, melhor inspiração não há que seja melhor do que essas birutas do governo, mais desencontradas do que as cigarras e as formigas das fábulas. A propósito: não assine nada perdoando o que ainda não assistiu.

Será que pode ou vai poder? Eu disse poder, ouça bem. Hoje dizem que não; mas amanhã de manhã, quem sabe? Há dias que a manchete do jornal nos faz rir (ou tremer) logo cedo e até a hora do almoço já pode ter perdido a validade. Claro que vocês também estão acompanhando os acontecimentos, e sabem que não estou falando só de liberar bebidas ou não na Copa, essa “rica” e instrutiva discussão. Refiro-me à Cozinha, de onde saem os pratos que nos enfiam goela abaixo.

Está parecendo piada, reunião de doidos e doidas batendo a cabeça, com cada um correndo para um lado para atender ordens imprecisas, contraditórias, e iguais às folhas das árvores que caem no outono: prontas a serem pisadas e fazer aquele barulhinho de créc-créc. Trocam seis por meia dúzia, e os desesperados voltam-se ansiosos para o Grande Buda, que ora está no hospital, ora a caminho de casa, com seu fotógrafo particular de bolso. A impressão é a de que há muito mais comandos do que a vã filosofia, e do que a que elegemos. Isso não é nada bom, tsc, tsc, tsc…

Amarelar também quer dizer dar no pé, recuar. Há inclusive um tal verde-oliva querendo voltar a ser moda, cor da estação, manter-se presente nos editoriais. Um puxa de lá; outro de cá. Fazem exercícios de braço-de-ferro, puxam a corda em cabo de guerra, mostram a língua uns para os outros, abrem as braguilhas para mostrar e decidir quem tem o maior. Batem os pés e os pratos na mesa do jantar, empunhando afiadas facas e garfos.

Enquanto isso, lá na Cozinha é sensível o certo nervosismo dos aprendizes. Uma sua, arregala os olhos, histriônica; a outra arrebita o nariz e fareja infelidades, inclusive partidárias, além das “come-zinhas”. Até a pesca foi renovada, para ver se rendia algum gosto pela coisa. Duvi-de-o-dó que se perguntarmos de sopetão os mais de 40 itens do cardápio de ministros, ministérios, secretarias, algum deles saiba responder. Não andam mesmo merecendo gorjetas nem gratificações.

Mas chegou o outono e temos de nos preparar, já que nós mesmos não conseguimos muitas chances nem de veranear, quanto mais de hibernar. Vai esfriar um pouquinho, mas não interessa, porque vamos continuar reclamando porque nunca nada está bom mesmo para todos. Essa estação é boa pra essas confusões: frio-calor-seca-chuva.E elas, as folhas, vindas lá de cima com sua graciosa dança ao vento sobre nossas cabeças.

Daqui para a frente já vai ser mais comum encontrar com a ignorância varrendo calçadas com mangueiras de água preciosa, como se vassouras fossem. Saber de gente querendo cortar árvores porque as folhas sujam suas consciências e casas. Mais uns dias de reza na Semana Santa, e chega o aquecimento para a maratona eleitoral. As pistas de treinamento estão cheias, mas com poucas promessas de campeões de destaque. A não ser na turma dos fantasiados que sempre surgem, como palhaços do show, para ganhar uma camiseta e um pouco de fama – essa, que corre mais do que todos juntos.

Portanto, pés no chão. Aquela blusinha a mais por perto – a da meia-estação. Beba muita água, que a coisa vai secar. Faça um estoque de chocolates, que são bons antidepressivos em alguns momentos, mas também excelentes para comemorar certos “depois”, aqueles imortalizados pelo cigarrinho.

Mas, por favor, fique atento. Não permita que o nosso país vire chacota nem nossa, nem internacional. Pare e pense; só não pare no acostamento. Vermelho, amarelo, verde. Olhe bem para os dois lados. De vez em quando acontecem algumas vergonhas, que dão vontade é de chorar.

Juro que li, ouvi, soube. Horrível.Que houve um caso de racismo em um palco paulista, mais uma vítima das piadas sem qualquer graça que enriquecem meninos como se fossem os que aparecem como gênios da informática.

Sabe o que para mim foi muito mais horrível? Saber que houve um monte de pessoas assinando um documento – ANTES do rock-horror-show – e onde se comprometiam a não se sentirem ofendidos, não se magoarem, e até rirem muito, antes de saber o que seria dito HAHAHA!

Você já tinha visto isso? Pois foi. E assinado por mulheres, negros, gordos, feios, baixinhos…

Que venha logo o outono para refrescar nossas cabeças!

Categoria: Comportamento

A retrogradação de Saturno, prestes a se despedir de Libra

Por Titi Vidal

Saturno está em Libra desde outubro de 2009, influenciando diretamente os relacionamentos. Está desde então nos mostrando que relações são fortes, estáveis e verdadeiras. Está testando as estruturas, mostrando onde há verdade. Temos visto, durante todo este período, muitas relações ruírem. Onde não há base sólida nem amor verdadeiro não há estrutura e raiz suficiente para a relação se manter. E Saturno está fazendo seu tradicional papel de fiscal nestes casos, apontando falhas, dores e dificuldades. Não é à toa que o número de divórcios aumentou mais de 75% em 2010, em relação aos anos anteriores. O Saturno em Libra mostrando onde há ou não verdade, respeito e estrutura e do outro lado Urano em Áries pedindo mais liberdade e autonomia para todos, inclusive dentro das relações. Ainda temos o Plutão em Capricórnio, que já há algum tempo vem mexendo com todas as estruturas mais profundas de tudo. Neste contexto, no qual toda verdade vem sendo trazida à tona, os relacionamentos sentem especialmente a necessidade de se estruturar, de mudar, de melhorar. É um grande aprendizado individual e coletivo sobre amor e relacionamentos. O céu está pedindo mais respeito, honestidade, verdade, profundidade e amor. Amor próprio, amor pelo outro. Honestidade e respeito por si mesmo e pelo outro. Chega de falsas estruturas, de relações baseadas em status ou aparência. Os astros mostram que esse tipo de relação está mesmo com os dias contatos. Neste contexto, Saturno, que já teve outras duas retrogradações desde seu ingresso no signo de Libra, ficará mais uma última vez retrógrado entre 07 de fevereiro e 26 de junho e esta será sua última mudança de direção antes de mergulhar nas águas profundas de Escorpião, em outubro deste ano. Toda vez que um planeta fica retrógrado, pede revisão e no caso do Saturno em Libra, pode ser uma última oportunidade de olhar para dentro e rever pontos delicados e dificuldades das relações. É bom lembrar que apesar do foco principal estar nas relações amorosas, todos os relacionamentos estão sendo afetados: pessoais, amorosos, familiares, profissionais, amizades. Também vale lembrar que os pontos positivos também estão sendo ressaltados. Onde há amor, honestidade, verdade, estrutura e respeito, os laços estão sendo positivamente fortalecidos e aprofundados, tornando os vínculos mais intensos. De certa forma, o céu está afastando quem não está mais em sintonia, enquanto une aqueles que neste momento precisam se encontrar. E é muito importante que neste período em que o Saturno estará retrógrado possamos dar mesmo atenção para isso, para nossos sentimentos e relações, pois quando ele entrar em Escorpião, acabou a gentileza, a diplomacia e a oportunidade de resolvermos as coisas por nós mesmos. Em Escorpião, o Saturno certamente vai aprofundar e potencializar os vínculos verdadeiros que foram construídos ou fortalecidos durante sua estadia em Libra, mas com certeza vai potencializar a dor e ampliar intensamente as dificuldades de tudo que foi mantido sem razão ou base suficiente para isso. Então, o fim pode ser mais dolorido, pois o Saturno em Escorpião, signo da morte e da transformação, fará seu trabalho com ainda mais responsabilidade e sem consulta prévia. E não devemos ter medo de nada disso, porque apenas estamos tendo que encarar a verdade que já existia, mas que estava escondida em um velho armário ou debaixo do tapete. E temos também que agradecer, porque estamos tendo a oportunidade de enxergar também os bons vínculos, as boas relações. Estamos percebendo com quem podemos mesmo contar, quem nos valoriza e respeita e com quem temos mesmo vontade de estar. E nada melhor que esta última retrogadação de Saturno no justo signo de Libra para fazermos isso tudo. Até porque Marte também está retrógrado, até a metade de abril, no signo de Virgem, dando uma força extra para toda e qualquer faxina, limpeza e organização, de tudo inclusive do nosso coração. O Marte retrógrado está pedindo revisão de atitudes e decisões e não temos que ter medo de voltar atrás, se isso for o mais certo, o mais justo, o mais adequado, conforme nosso justo Saturno em Libra está apontando. Por isso, com Marte e Saturno caminhando na mesma direção, decisões podem ser executadas e o que precisa ser (re) feito pode ser muito bem feito, com planejamento, cuidado e atenção. Por sinal, Marte e Saturno estão justamente nos signos mais exigentes quando o assunto é beleza e perfeição, nos signos mais justos e que mais esperam verdade e justiça. Portanto, vamos todos olhar com sinceridade para dentro, perguntar o que de fato desejamos e questionar se nossa vida e especialmente nossos relacionamentos vão bem e vamos assumir nossas verdades para nós mesmos, para o outro e para o mundo, em busca de relações mais verdadeiras e uma vida melhor. Com certeza Saturno em Libra sabe valorizar a verdade e é justo o suficiente para retribuir e recompensar as ações honestas e responsáveis. E sem dúvida isto está acontecendo, pois pessoas estão se (re) encontrando e as verdadeiras relações estão se fazendo e se fortalecendo. Relações verdadeiras estão se estruturando e onde há amor, respeito, companheirismo, verdade e honestidade, as bases estão ganhando muito mais estrutura e a promessa é de muito mais harmonia, equilíbrio e bem estar. O momento também mostra que a famosa frase “antes só do que mal acompanhado” nunca foi tão verdadeira, até porque o céu está nos mostrando cada vez mais que a verdade, o amor, a estrutura e o respeito devem existir em primeiro lugar na nossa relação com nós mesmos, pois somente assim podemos nos relacionar melhor. E isso vale para todos nós, estejamos sozinhos ou acompanhados. Vamos olhar para a relação que temos com nós mesmos e valorizar mais as verdadeiras relações. Vamos ser mais verdadeiros e respeitosos com sentimentos, tempos e limites, nossos e dos outros. E vamos fazer o que estiver ao nosso alcance em nome da felicidade, já que um dos grandes aprendizados deste Saturno em Libra é justamente que somos nós os responsáveis por tudo que nos acontece, pelas pessoas que atraímos e pelas relações que temos e, portanto, se queremos mudar alguma coisa em qualquer relação, somos nós que devemos dar o primeiro passo e fazer ou refazer o que for preciso para dizer sim à felicidade. Isso também inclui aceitar a nós mesmos e aos outros exatamente como somos, pois só assim há respeito e apenas desta maneira podemos dizer um belo sim à mais pura e verdadeira felicidade!

Categoria: Astral, Astrologia

Mercúrio e Marte retrógrados, um na casa do outro

Por Titi Vidal

Mercúrio está retrógrado, mais uma vez. Um planeta fica retrógrado quando, olhando da Terra, temos a impressão que ele caminha na direção oposta à do Sol. É como se o planeta estivesse “andando para trás” e por isso ele volta nos graus dos zodíaco. Astrologicamente, é sempre um momento para retomar ou refazer alguma coisa, de acordo com a natureza do planeta envolvido. No caso de Mercúrio, que fica retrógrado três vezes por ano, é sempre um momento para repensar e flexibilizar a mente. Não é à toa que Mercúrio rege o flexível e adaptável signo de gêmeos e o prático signo de Virgem. Ambos os signos regidos por Mercúrio pensam rápido, são práticos e flexíveis e por isso estão sempre abertos às novas ideias. E quando Mercúrio fica retrógrado, todos nós, independente do signo, somos convidados a repensar coisas e olhar atentamente para nossa vida e avaliar se está tudo bem ou se precisamos mudar de opinião, nas pequenas e nas grandes coisas da vida. É comum que em tempos de Mercúrio retrógrado voltem assuntos e situações do passado. Pessoas que reaparecem, amigos que voltam, notícias de um tempo distante que chegam até nós. Em geral, se isso acontece é porque devemos recordar, repensar e resolver. Podemos ter interesse por assuntos antigos, reler um velho livro, recomeçar um curso, retomar um projeto e revisar tudo que está em andamento e que agora, com um olhar mais apurado, pode melhorar. Mas neste contexto atual e mesmo com tantos retrógrados no céu, o olhar para o passado deve ser para resolver e melhorar a vida presente, pois devemos nos dirigir para o futuro. Além de Mercúrio, que está retrógrado em Áries e chega a voltar até Peixes durante sua retrogradação, Marte e Saturno estão retrógrados. É curioso pensar que Mercúrio está retrógrado no signo de Áries, regido por Marte, enquanto Marte está retrógrado em Virgem, regido por Mercúrio. Isso significa que Mercúrio e Marte estão retrógrados juntos, um na casa do outro. E isso significa que não adianta repensar se não for para colocar em prática. Não adianta encontrar solução, se não for para resolver efetivamente qualquer problema. Em outras palavras, tudo que for repensado, refeito, retomado, revisado deve ser feito de forma bem prática, com objetividade e atenção aos detalhes, porque essa combinação não vai deixar nada passar batido. Marte está fiscalizando minunciosamente o andamento das coisas e está fazendo uma verdadeira faxina no astral, separando o joio do trigo e limpando tudo. Agora, com Mercúrio retrógrado, temos que repensar tudo, deixar a mente mais flexível para que ela possa se adaptar à nova realidade. E devemos nos perguntar especialmente se estamos agindo de acordo com o que pensamos, se somos coerentes, com pensamentos, palavras e ações em sintonia. Mais do que isso, temos que nos perguntar se pensamos da maneira mais apropriada, mais certa para nós mesmos e então buscar ações mais positivas. E lembrando que Saturno também está retrógrado, em Libra, e que por isso temos que pensar nos outros em todo esse movimento, para melhorar todas as nossas relações, a começar pela relação que temos com nós mesmos. Mas voltando ao Mercúrio retrógrado, é bom lembrar que isso também sempre provoca problemas gerais nas comunicações. Pode haver mal entendidos, confusão, mensagens truncadas, contratos feitos às pressas e maus acordos. Por isso, durante toda retrogradação de Mercúrio é importante mais atenção antes de falar ou escrever qualquer coisa. É importante ouvir tudo com mais atenção e na dúvida, melhor perguntar, ouvir ou falar mais uma vez. E o bom mesmo é aproveitar essa fase para rever as coisas, olhar para os mesmos assuntos de uma maneira diferente e olhar para coisas novas que possam mudar tudo aquilo que não está bom na nossa vida. Também devemos lembrar que geminianos e virginianos são mais afetados pelas retrogradações de Mercúrio e precisam repensar suas posturas, suas opiniões, seu comportamento. Geminianos e virginianos também podem ter uma oportunidade de olhar mais para si mesmos e fazer coisas importantes, já que estão sempre preocupados com tantas outras coisas (no caso dos geminianos) ou em agradar os outros (no caso dos virginianos). Mas todos sentem esse movimento retrógrado e nas áreas do mapa onde estão gêmeos e virgem, tais assuntos precisam ser repensados e/ou retomados. Também temos que lembrar que quem já nasceu com Mercúrio retrógrado vive bons momentos durantes suas retrogradações. O movimento atual acompanha o movimento natal e por isso comunicação e todos assuntos regidos por Mercúrio fluem muito melhor nessa fase. Para essas pessoas (que têm Mercúrio retrógrado no mapa natal) é um ótimo momento para se comunicar, divulgar suas coisas e começar coisas novas. E para todos nós, Mercúrio retrógrado sempre pode trazer de volta coisas importantes, coisas que ficaram esquecidas em algum lugar do passado e que agora que Marte e Mercúrio estão colocando os pingos nos i´s não vão mais deixar para trás. Por isso, vamos aproveitar essas retrogradações e olhar com vontade e verdade para dentro, vamos questionar nossas opiniões, nossos conceitos sobre a vida, sem medo de precisar mudar de ideia, de rever nossas opiniões. Vamos adequar o que pensamos à nossa vida e realidade, em busca de uma vida mais feliz, mais plena. Vamos diminuir a velocidade e pedir tempo para pensar, se for o caso. É melhor fazer uma pausa, retomar um assunto, olhar mais uma vez os detalhes para tomar decisões melhores, mais acertadas. Vamos lembrar da experiência do passado para resolver o presente, mas sem repetir e cometer os velhos erros. E vamos viver o presente com mais atenção. E já que o tema é rever, retomar, revisar e refazer, vamos em frente com cuidado e atenção, porque agora é para fazer melhor, mais bem feito. E enquanto isso, muito cuidado com as palavras e promessas, porque o Marte em Virgem vai colocar em prática tudo que o ligeiro Mercúrio em Áries falar ou simplesmente pensar, acelerando a materialização de pensamentos e palavras que sempre criam a realidade. E muita atenção e paciência com tudo que diz respeito à comunicação, pois vamos precisar…

* Mercúrio fica retrógrado até 05/04/2012 e Marte até 15/04/2012.

Categoria: Astrologia

Eu sou a porta

Osho, o Iluminado

Osho tinha 21 anos de idade quando ocorreu sua Iluminação. Era um 21 de março, em 1953. Desde então, incontáveis corações em todo o mundo passaram a banhar-se daquela extraordinária presença de amor e humor, rebeldia e sacralidade.
Celebro, ao lado de tantos e tantos companheiros de viagem, a presença de Osho a cada segundo de minha vida, em absoluta gratidão.
De Osho, sobre a importância de encontar um mestre:
“Quando vocês entram pela primeira vez no mundo da não-mente, ele se parece com a loucura – a “noite escura da alma”, a noite louca da alma. Todas as religiões observaram este fato; por isso todas as religiões insistem na necessidade de encontrar um mestre antes de vocês começarem a entrar no mundo da não-mente – porque o mestre estará a seu lado para ajudá-los, para dar-lhes apoio… Ele estará a seu lado para interpretar para vocês o novo. Este é o significado de um mestre: interpretar o que não pode ser interpretado, indicar o que não pode ser dito, mostar o que é inexprimível. Ele vai estar a seu lado, inventar métodos e maneiras de vocês continuarem no caminho – do contrário, é possíel que vocês comecem a desviar-se dele… Foi por isso que Buda disse: “ Afortunado é o homem que encontrou um mestre”. Eu mesmo estava trabalahndo sem um mestre. Procurei, mas não consegui encontrar sequer um. Não que eu não tenha procurado; procurei durante muito tempo… É muito raro encontrar-se um mestre; é raro encontrar um ser que se tornou um não-ser; é raro encontrar uma presença que é quase ausência. É raro encontrar um ser humano que seja simplesmente uma porta para o divino; uma porta aberta para o divino que não obstrua vocês; uma porta através da qual vocês possam passar. É muito difícil… Jesus disse muitas vezes: “Eu sou a porta, eu sou o caminho, eu sou a verdade. Sigam-me, passem através de mim. E, a não ser que passem através de mim, vocês não serão capazes de alcançar.” Sim às vezes acontece de uma pessoa ter de trabalhar sem um mestre. Se o mestre não estiver disponível, a pessoa terá de trabalhar sem ele, mas então a jornada será muito perigosa…”
Somos gratos, Osho, por ter mudado a história da espiritualidade e a história de vida de cada um de seus discípulos e amigos. Namaste!

Categoria: Autoconhecimento