1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes

GRIPE: Saiba como evitar a doença e aumentar sua imunidade Tudo o que você precisa saber sobre os sintomas, fases, transmissão e cura

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

De repente começam os espirros, tosses, dor no corpo. O nariz fica congestionado, com coriza e o corpo logo sente o cansaço. Definitivamente, esses sintomas gripais nada agradáveis e que são muito comuns com a chegada do inverno, podem e devem ser evitados.


"Isso acontece porque, além da queda natural de temperatura, a umidade do ar fica muito baixa, abrindo margem para a proliferação de vírus e bactérias", explica o médico homeopata Renan Ruiz.


Dr Renan aponta algumas orientações para evitar a contaminação: não frequentar locais fechados, sem ventilação e com grande circulação de pessoas; tentar manter uma alimentação saudável, rica em verduras e frutas, tomar bastante água e lavar as mãos com frequencia.


· Números da gripe


A gripe comum gerou, só em 2008, mais de 27 mil internações em hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro e 753 mortes no país.


Em todo o mundo, estima-se que o número de mortes causadas pela gripe comum é entre 250 e 500 mil por ano. Cerca de nove em cada dez mortos com mais de 65 anos.



Entre 2 e 12 milhões de jornadas de trabalho perdidas por epidemia de gripe, em função da intensidade da epidemia.



5 dias: duração média das paradas de trabalho ocasionadas pela gripe.



10 a 40 anos: periodicidade estimada para o ressurgimento de pandemias por vírus respiratórios.



4 sinais principais de surgimento brutal levam imediatamente a pensar na gripe: febre, calafrios, prostração, dores de cabeça.



3 tipos de vírus gripais (A, B e C) que estão permanentemente em mutação.

· Dúvidas frequentes



O que é a gripe?

A gripe é uma doença epidêmica e bastante contagiosa, devido a um vírus do tipo Influenza que é transmitido pelas vias respiratórias e penetra no organismo pela rinofaringe. Na maioria das vezes, a gripe se manifesta sob a forma de epidemias sazonais.

Em média, ela dura 9 semanas. A gripe pode causar severas complicações nos indivíduos de risco (idosos ou indivíduos fragilizados por uma patologia crônica subjacente).

A mortalidade imputável à gripe sazonal refere-se, essencialmente, aos indivíduos idosos (mais de 90% dos óbitos relacionados à gripe ocorrem em pessoas de 65 anos ou mais).

O grande número de doentes a cada ano, as complicações, às vezes mortais da doença, e as possíveis mutações genéticas do vírus fazem da gripe um problema maior de saúde pública. Os vírus gripais patogênicos para o homem se dividem em 3 grupos: A, B e C. Os tipos A e B possuem a propriedade de mutação de seu material genético, ou seja, de modificar-se ao longo do tempo. Esta é a razão do surgimento de novos vírus da gripe a cada ano.


Quais são as fases da doença?

A incubação, com uma duração de 2 a 5 dias, é uma fase silenciosa que precede uma invasão febril, brutal e curta com calafrios e prostração.

Após um período de incubação silenciosa de 1 a 3 dias, ela se manifesta brutalmente por uma febre acima de 38,5ºC: é a invasão febril, seguida de calafrios, dores de cabeça, de

sensações de mal-estar generalizado e dores difusas dos músculos e das articulações, que podem persistir durante vários dias (fase de estado).

A esse quadro somam-se, às vezes, sinais de irritação conjuntival, laringotraqueal ou brônquica (tosse seca). Em geral, a gripe evolui para a cura em alguns dias (defervescência), mas uma astenia pode persistir por algumas semanas (convalescência).



Quais são os modos de transmissão?

Os vírus da gripe são transmitidos de pessoa a pessoa através de secreções respiratórias, por ocasião de espirros ou da tosse. Mais raramente, eles podem igualmente ser transmitidos pelo contato com objetos de superfície (maçaneta da porta, telefone etc.) manipulados por uma pessoa contaminada. Os locais confinados e de muita frequência (metrô, ônibus, coletividades escolares etc.) são propícios à transmissão desses vírus.


Fontes: http://grippe-geig.com / http://invs.sante.fr/presse/2004 / http://opas.org..br
 

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias

Comentários

  • #1 Vitor R.
    26/09/2010 13:50

    Obrigado pelo artigo! Ajudou bastante.

Deixe seu comentário

Bemzen Shop



© bemzen. Todos os direitos reservados.

Webroom Soluções Interativas