1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes

A água especial: Do coco não se perde nada: veja as melhores receitas

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Por Noga Lubicz*

Se o que a gente quer da vida é só mesmo sombra e água fresca, nada melhor que um fim de tarde na praia, à sombra de um coqueiro, bebendo água-de-coco fresquinha. Obra-prima de bioengenharia da mãe natureza, do coqueiro tudo se aproveita. Marco Polo já sabia disso, descrevendo o coco - por ele denominado "noz do Faraó" - com admiração: "Cada noz destas é refeição completa para o homem, ao mesmo tempo carne e suco." O coco dá água, leite, carne, açúcar e óleo e ainda fornece o recipiente para servir a refeição, como demonstrou brilhantemente o "Náufrago" de Tom Hanks.

Ainda verde, o coco contém um líquido claro e adocicado, a deliciosa e já tradicional água-de-coco, que além de refrescante é remédio excelente. Do coco maduro, além de beber a água também se come a polpa: rica em nutrientes, pode ser consumida crua e utilizada em centenas de receitas salgadas e doces. O bagaço do coco é utilizado na fabricação de azeite, sabão e velas; a fibra, que envolve a parte carnosa, serve para fazer cestos, capachos, escovas, redes, esteiras... Sem esquecer a beleza verde de suas folhas largas, que faz de nossas belas praias tropicais disputados cartões postais.

Um poderoso energizante

Todo dia, depois de malhar, é lei: o pessoal da academia se encontra na fila do Hortifruti pra tomar água-de-coco fresca, repondo rapidamente a energia consumida no spinning, na esteira e na musculação. Este isotônico natural é rico em potássio, sódio, cálcio, magnésio e vitaminas; é diurético, desintoxicante e calmante, evita as cãibras, previne o enjôo e combate a prisão de ventre, com apenas 20 calorias para cada 100 ml. Para casos de emergência, a água-de-coco tem composição semelhante à do plasma sanguíneo; na Segunda Guerra foi injetada em soldados que apresentavam desidratação grave. Combate a verminose infantil, alivia os efeitos da quimioterapia e ainda auxilia no tratamento da artrite e no controle da pressão arterial.

Uma gordura "magra"

Pesquisas científicas recentes vem enfatizando as vantagens terapêuticas da gordura do coco. Rica em ácido láurico - um dos componentes principais do leite humano e conhecido por suas propriedades antivirais, antiinflamatórias e antibacterianas - esta gordura tem sido aproveitada até como auxiliar em tratamentos de aids. Sua digestão é mais rápida do que a de outras gorduras, evitando assim o armazenamento típico destes nutrientes, que leva ao excesso de peso: a gordura do coco tende a se transformar em energia utilizada imediatamente pelo corpo. A gordura natural do coco normaliza o nível de lipídios e produz uma diminuição dos depósitos de gordura; por isso, vem sendo chamada de gordura "magra". Favorece ainda a absorção do ômega 3 - ácido graxo benéfico para o coração - e tonifica a pele, dando ao rosto um toque aveludado.

Um sabor prá lá de marcante

O sabor do coco é tão marcante que uma pequena quantidade é suficiente para "assinar" qualquer receita. O coco fresco, típico das culinárias indianas e tailandesa, pode ser ralado e adicionado a saladas, à granola ou ao arroz, sendo consumido até mesmo como tira-gosto. Sem exageros, o coco pode fazer parte de dietas de emagrecimento e até mesmo auxiliar na perda de peso, de acordo com as últimas pesquisas. Na Culinária Evolutiva, descobrimos uma forma criativa de aproveitar o sabor delicioso do coco, aumentando o teor de fibras do prato sem alterar seu conteúdo calórico: na receita abaixo utilizamos apenas a pele marrom do coco maduro, com uma camada bem fina da polpa. Experimente! Funciona, não engorda e é uma delícia!

Bolo de laranja com casca de coco

Ingredientes: 4 ovos; 2/3 de xícara de cascas de coco; 1 laranja grande descascada, sem sementes, com a pele branca; 1 xícara de fécula de araruta ou polvilho de mandioca; ½ xícara de farinha de centeio integral; 1 colher de chá de cravo em pó.

Modo de Fazer: Bater no liquidificador as cascas marrons do coco com a laranja, sem sementes, com a pele, até ficar cremoso. Bater as claras em neve; acrescentar as gemas, as farinhas, o cravo em pó e o coco batido, batendo levemente até incorporar bem. Usar uma forma antiaderente ou untar a forma com mel e salpicar farinha. Colocar a massa e levar ao forno pre-aquecido por 20 a 30 min. Dá 8 porções.
Cada porção contém: 107 calorias; 31% de gordura; 53,7% de carboidratos; 15,4% de proteína
3,5 g de gordura; 14,3 g de carboidratos; 2,1 g de fibras; 4,1 g de proteína; 106 mg de colesterol

Noga Lubicz é pesquisadora energética e cria jóias magnéticas; é também escritora e pesquisadora de culinária vegetariana
Email: noga@clipfit.com

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias

Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário

Bemzen Shop



© bemzen. Todos os direitos reservados.

Webroom Soluções Interativas