1. Áries
  2. Touro
  3. Gêmeos
  4. Câncer
  5. Leão
  6. Virgem
  7. Libra
  8. Escorpião
  9. Sagitário
  10. Capricórnio
  11. Aquário
  12. Peixes

MENOPAUSA: Cresce o risco de osteoporose em mulheres

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

A osteoporose é uma doença originária da diminuição da massa mineral dos ossos e são inúmeros os fatores que predispõe à doença. O mais conhecido é a descompensação hormonal. As mulheres chegam a perder 50% de toda a sua massa óssea.

"Embora o processo de perda óssea se inicie gradualmente na faixa de 34 a 39 anos, é tão lento que pode levar muitos anos até que o paciente note suas alterações. As mulheres, de um modo geral, correm maior risco de desenvolver osteoporose do que os homens porque, depois da menopausa, elas apresentam rápida perda óssea do esqueleto devido à diminuição da produção de estrógeno", explica o professor e médico ortomolecular, Dr. Marcos Natividade.

Durante a menopausa, o organismo feminino deixa de produzir ou diminui a produção de importantes hormônios que agem diretamente na fixação do Cálcio nos ossos. Desta forma, as células vão deixando de absorver o Cálcio e vão morrendo, dando origem a lacunas nos ossos. Estas lacunas formam porosidades que enfraquecem os ossos e dão origem à doença.
Além da menopausa, fatores como: falta de exercícios, hábitos alimentares, fumar e consumir bebidas alcóolicas, antecedentes familiares e doenças anteriores (hipertireoidismo, doenças hepáticas, anorexia nervosa, entre outras) são predisponentes da Osteoporose.

"O tratamento ortomolecular visa restabelecer o equilíbrio químico do organismo mediante o uso de substâncias naturais (nutrientes), ou seja, vitaminas, minerais e aminoácidos. Para o tratamento da menopausa e da osteoporose, é preciso identificar os níveis das substâncias presentes no nosso organismo para um melhor diagnóstico conforme as necessidades de cada um", afirma Dr. Marcos Natividade.

Além disso, no tratamento ortomolecular são usados elementos de ervas - como a isoflavona - que tem efeito semelhante ao dos hormônios, sem os riscos inerentes a estes produtos sintéticos. "Este tratamento traz muita disposição para uma vida saudável", completa.

Dr. Marcos Natividade é médico, especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia e Associação Médica Brasileira
 

  • Envie este link a um amigo
  • Compartilhe em: Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut

Outras Notícias

Comentários

  • #1 BHKaWXAL
    26/02/2012 12:48

    Ola tudo bem?Descobri teu blog a pouco tempo e admano muito..Voltarei sempre por aqui um grande abraco de Amsterdam. Zozo

Deixe seu comentário

Bemzen Shop



© bemzen. Todos os direitos reservados.

Webroom Soluções Interativas